Votorantim Cimentos (BMVE3) lucra 53,4 vezes mais em 2019

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Unidade Santa Helena da Votorantim Cimentos.

A Votorantim Cimentos (BMVE3) divulgou nesta quinta-feira (26) um lucro líquido de R$ 549,2 milhões em 2019, um crescimento de 53,4 vezes em comparação com o ano anterior.

A receita líquida da companhia somou R$ 13 bilhões, aumento de 3% em relação a 2018.

O lucro antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA, sigla em inglês) ajustado atingiu R$ 2,7 bilhões, um aumento de 1% frente ao ano anterior, com margem EBTIDA de 20%.

“Os resultados de 2019 refletem o início da recuperação da demanda no Brasil e o bom desempenho no exterior, apesar de cenários desafiadores em alguns países específicos”, afirmou o CFO global da Votorantim Cimentos, Osvaldo Ayres Filho.

O resultado financeiro foi negativo em R$ 811,8 milhões, uma redução de 8,5% em comparação com 2018.

Operacional

Em 2019, a receita líquida da companhia somou R$ 13 bilhões, aumento de 3% em relação a 2018.

O lucro bruto totalizou R$ 2,338 bilhões, uma queda de 2% em comparação com o ano anterior. A margem bruta atingiu 17,9%, baixa de 1 ponto percentual.

Os custos dos produtos vendidos (CPV) somaram R$ 10,689 milhões, uma elevação de 4,6% em relação ao ano de 2018.

No ano passado, a Votorantim Cimentos investiu, no total, R$ 1,1 bilhão, uma elevação de 9% em comparação ao ano anterior.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida/ Ebtida, caiu para 2,95 vezes, melhorando em relação a 2018, quando ficou em 3,64 vezes.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374