Viver (VIVR3) aprova aumento de capital; Light (LIGT3) tem alteração acionária relevante

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Reprodução / Viver

A Viver Incorporadora (VIVR3) anunciou a aprovação de aumento do capital de até R$ 55,119 milhões.

Serão emitidas, no máximo, 43.401.048 ações ordinárias da Viver.  O preço será de R$ 1,27 por ação.

Caso haja a subscrição máxima, o capital social da companhia passará de R$ 2.339.024.774,98, representado por 97.028.764 ações ordinárias para R$ 2.394.144.105,94, representado por 140.429.812 ações.

Simule o rendimento de seus investimentos em Renda Fixa e calcule retorno das aplicações

O aumento de capital será realizado mediante subscrição de ações e integralização por meio  da capitalização de créditos detidos contra a companhia pela Polo Capital Management e NPL Brasil Gestão de Ativos Financeiros e pelos acionistas da Viver.

Segundo a empresa, o aumento de capital destina-se à quitação dos créditos, com a consequente redução do endividamento da companhia. A escolha da forma de pagamento dos créditos mediante a emissão de ações pela Viver tem como objetivo reforçar a estrutura de capital e balanço da empresa, visando ao desenvolvimento, ampliação e manutenção de seus negócios.

Alphaville Urbanismo: vendas brutas de estoque no 4T20 totalizaram R$ 108 milhões, alta de 20%

A Alphaville Urbanismo informou nesta terça-feira (26) que as vendas brutas de estoques no 4T20 totalizaram R$ 108 milhões. Ou seja, alta de 20%.

Em 2020, as vendas brutas de estoque totalizaram R$ 380 milhões, 14% acima das vendas de estoque de 2019.

As vendas de estoque no segundo semestre de 2020 foram 98% maiores que no primeiro semestre.

A VSO dos lançamentos de 2020 foi uma das mais elevadas da história da companhia, mesmo considerando que dois projetos foram lançados apenas nas últimas semanas do ano. Com vendas totais de mais de 760 lotes nos empreendimentos lançados em 2020, o indicador  de VSO dos projetos atingiu 73%.

Locaweb (LWSA3) aprova desdobramento das ONs, na proporção de um para quatro

Após deliberação em assembleia geral extraordinária, a Locaweb (LWSA3) aprovou o desdobramento das ações ordinárias da empresa.

O desdobramento será na proporção de um para quatro ações ordinárias, sem alteração no valor do capital social da Locaweb.

Devido à proporção adotada, não haverá sobras decorrentes de frações de ações.

As ações resultantes do desdobramento aprovado conferirão aos seus titulares os mesmos direitos das atuais ações ordinárias, inclusive em relação à distribuição de dividendos e/ou juros sobre capital próprio.

Segundo a Locaweb, o desdobramento tem por finalidade aumentar a liquidez das ações no mercado. Também vai possibilitar um ajuste na cotação das ações, tornando o preço mais acessível a um maior número de investidores.

A posição acionária a ser considerada para fins do desdobramento será a do dia 29.01.2021. Assim, as ações serão negociadas ex-desdobramento a partir do dia 01.02.2021.

Light (LIGT3): Samambaia Master passa a deter 20% do capital social

A Samambaia Master Fundo de Investimento informou a Light (LIGT3) que passou a deter 20,01% do capital social da empresa.

Assim, a empresa agora tem 74.548.846 ações ordinárias da Light.

Por fim, o fundo informou que não possui outros valores mobiliários diretamente referenciados  em ações da companhia.