Vivara (VIVA3) tem lucro 8,7% menor no balanço do 3º trimestre

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação/Vivara

A Vivara (VIVA3) registrou um lucro líquido de R$ 36,147 milhões no balanço do terceiro trimestre deste ano, desempenho 8,7% inferior ao do mesmo intervalo do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 63,583 milhões (+0,4%), com margem de 26,2% (+0,1 p.p.).

De forma ajustada, o Ebitda somou R$ 49,594 milhões, retração de 7,4%, com margem de 20,4% (-1,9 p.p.).

Conheça a FinTwit, o maior fórum de finanças do mundo.

Hoje o Twitter é pauta na Money Week.

A receita líquida somou R$ 242,626 milhões, alta de 1%, com lucro bruto 3,8% maior, levando a margem bruta a 69,8% (+2 p.p.).

As vendas no conceito mesmas lojas recuaram 3,9% no terceiro trimestre. No mesmo período do ano passado, haviam avançado 8,5%.

Vivara: destaques do balanço

Em mensagem da administração que acompanha o balanço, a empresa reforça que a receita voltou ao mesmo nível do mesmo período de 2019, mas com setembro já aprontando para um crescimento de 7,2%, com SSS positivo.

“O e-commerce segue crescendo de forma consistente, absorvendo, em parte, o fluxo ainda comprometido nas lojas físicas”, acrescentou.

Sobre a margem bruta, a companhia destacou a expansão, mesmo em um cenário de aumento significativo de custo de matéria-prima, com a categoria de joias figurando como grande destaque do período.

Vivara: e-commerce

No e-commerce, a companhia registrou alta de 182,3%, atingindo R$ 70,6 milhões de faturamento.

Ao longo do trimestre, o canal perdeu participação nas vendas totais, saindo de 33,5% em julho para 16,4% em setembro, um movimento considerado natural, tendo em vista a normalização da operação de lojas e redução nas restrições de isolamento

No terceiro trimestre, o e-commerce representou 22,9% das vendas totais, em comparação a 8,1% de um ano antes.

De janeiro a setembro, o e-commerce atingiu R$ 201,2 milhões (+212,1%).

Estratégias 2021

Conforme o documento, a companhia segue focada nos projetos de longo prazo: “em 2021, retomaremos para a expansão orgânica mais acelerada, com a perspectiva de adicionar entre 40 a 50 novas lojas, de Vivara e Life.”

Segundo trimestre

No segundo trimestre, a Vivara registrou prejuízo de R$ 1,6 milhões, revertendo o lucro líquido de R$ 156,8 milhões em igual período do ano passado.