Vitória de Biden pode dificultar relação Brasil-EUA; veja mais notícias

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

A vitória do candidato democrata Joe Biden na eleição presidencial dos Estados Unidos pode atrapalhar a relação comercial do Brasil e EUA. Isso devido a proximidade do presidente Jair Bolsonaro com o presidente Donald Trump, explicaram analistas ouvidos pelo Estadão.

No entanto, a vitória de Biden poderia alavancar a agenda verde no Brasil.

Assim, o Itamaraty se movimenta de forma discreta para parecer disponível à negociação em caso de mudança de comando nos EUA.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Os diplomatas acreditam que o democrata manterá a pressão pública pela preservação da floresta se vencer a disputa presidencial.

Projeto de autonomia do Banco Central deve ser votado amanhã

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 19/2019, do senador Plínio Valério (PSDB-AM), que estabelece os objetivos a serem perseguidos pelo Banco Central (BC), está previsto para ser votado amanhã (3).

O teto também determina a autonomia operacional e dispõe sobre a nomeação e demissão de seu presidente e de seus diretores, que passarão a ter mandatos fixos, não coincidentes com o do presidente da República. Com informações do jornal Estadão.

Se aprovado, promoverá importante avanço institucional, com impactos relevantes na redução dos custos para manter a inflação controlada e para garantir a estabilidade do sistema financeiro nacional.

Crédito garantido pelo governo ultrapassa os R$ 100 bi

Após várias dificuldades para destravar o crédito para pequenas e médias empresas no começo da pandemia, novas modalidades de crédito com garantias do Tesouro Nacional ajudaram os negócios a sobreviverem na crise.

Segundo reportagem do jornal O Globo, foram emprestados mais de R$ 100 bilhões, e o BNDES já estuda lançar outra linha de financiamento nos mesmos moldes em 2021, para resolver o gargalo da falta de garantias das empresas.

Partidos violam divisão de verbas a negros e mulheres

A distribuição feita pelos partidos da verba pública de campanha não está sendo cumprida, a regra determina a divisão proporcional entre homens e mulheres e negros e brancos.

De acordo com a Folha de S. Paulo, apesar de pretos e pardos somarem 50% do total de postulantes, eles foram destinatários de cerca de 40% da verba dos fundos eleitoral e partidário. Enquanto os autodeclarados brancos receberam 60% do dinheiro, apesar de representarem 48% dos candidatos.

Decisão de outubro do STF impõe que a verba deve ser dividida proporcionalmente entre negros e brancos.

Falecimento de idosos por covid-19 provoca o empobrecimento de famílias

A morte de idosos pelo novo coronavírus pode reduzir em média 20% da renda das famílias brasileiras, conforme estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Com informações do Estadão.

Até o dia 27 de outubro, a diminuição totalizou R$ 245 milhões. De acordo com o estudo, quase 74% das mortes por covid são de pessoas com 60 anos ou mais – ou seja, cerca de 113 mil pessoas.

Atualização Covid-19

O Brasil teve 190 óbitos confirmados por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas a 160.074. Os novos casos positivados foram 10.100, de um total de 5.545.705.