Veteranos de oposição em Hong Kong estão preocupados com inexperiência de eleitos

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo

Após a histórica eleição local de Hong Kong, que teve a vitória do movimento pró-democracia, veteranos de oposição tem se mostrado preocupados. De acordo com o site Folha de São Paulo, o principal motivo seria a inexperiência dos eleitos. O grupo  irá controlar 17 dos 18 conselhos distritais de Hong Kong, de acordo com a imprensa local.

Não há uma estatística precisa disponível, mas jovens entre 20 e 30 anos são a maioria entre os 452 conselheiros locais, equivalente a vereadores, eleitos, informou o site. Destes, 388 são oposicionistas, como Paul Zimmerman, um holandês de 61 anos que renunciou à nacionalidade e vive há 35 anos em Hong Kong.

Baseado no escritório de sua premiada ONG de urbanismo, Zimmerman pretende montar cursos com a ajuda de pequenos empresários e outros ativistas. No seu distrito, Pok Fu Lam, Zimmerman contou com 2.547 votos, derrotando dois outros candidatos com um discurso de zeladoria urbana.

“Em toda a minha região, montanhosa, há necessidade de trilhas bem marcadas. É algo simples e efetivo”, afirma.

“Sua preocupação é fundamentada. Em 2003, a oposição também teve grande vitória em eleições locais na esteira de marchas com 500 mil pessoas nas ruas contra lei de segurança que talhava a autonomia de Hong Kong, prevista por pelo menos até 2047 no acordo que devolveu a então colônia britânica à China”, diz trecho da reportagem da Folha.