Vendas no varejo surpreendem positivamente nos EUA

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

As vendas no varejo dos EUA em agosto surpreenderam positivamente, subindo 0,7%, quando a projeção era de recuo de 0,8%. O total das vendas foi de US$ 618,7 bilhões, ante US$ 614,3 bilhões de julho.

O núcleo das vendas no varejo (que exclui automóveis) subiu 1,8%, ante expectativa de queda de 0,1%.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Segundo o relatório do US Census Bureau, divulgado nesta quinta-feira (16), as lojas de roupas e acessórios aumentaram em 38,8% suas vendas, ao passo que os postos de gasolina aumentaram 35,7% na comparação com agosto do ano passado.

De acordo com a Reuters, as compras de volta às aulas e o pagamento de crédito educacional infantil pelo governo ajudam a explicar os gastos maiores do que o previsto pelos americanos.

O resultado pode contribuir para acalmar o mercado quanto à desaceleração da atividade nos EUA.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

vendas no varejo

Reprodução/US Census Bureau