Vendas dos supermercados superam previsão e crescem 3,62% em 2019

Marcia Furlan
Jornalista com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou na Editora Abril e Agência Estado, do Grupo Estado, como repórter e editora de Economia, Política, Negócios e Mercado de Capitais. Possui MBA em Mercado de Derivativos pela FIA.
1

Crédito: FIERN.org.br

Os supermercados venderam 3,62% mais no ano passado em comparação com 2018, já descontada a inflação, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgado nesta quarta-feira (12). Em dezembro, as vendas cresceram 2,3% sobre o mesmo mês do ano anterior e 16,36% sobre novembro.

Segundo o presidente da Abras, João Sanzovo Neto, os resultados ficaram acima do projetado pela entidade, que era de 3%. O ano de 2019 foi de muita expectativa para os empresários brasileiros, que vislumbraram no novo governo uma ‘luz no fim do túnel’. E ela veio. Não tão forte como gostaríamos, mas o suficiente para nos impulsionar a acreditar que o Brasil dará a volta por cima”, disse.

A expectativa para esse ano é de um aumento de 3,9% nas vendas do setor, que abrange supermercados, hipermercados e atacadistas. A estimativa se baseia na retomada da economia e representará um desempenho superior ao que se espera para o PIB brasileiro, que na previsão do governo crescerá 2,3%.

Mais cedo, o IBGE divulgou os resultados do varejo brasileiro, cujas vendas cresceram 1,8% no ano passado, menos que os 2,30% de 2018 e também inferior à previsão de 1,9%, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio.