Venda imóveis usados sobe nos EUA

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Flickr

Boa notícia para o setor de imóveis dos Estados Unidos. A venda de imóveis usados teve alta em fevereiro de 6,5%, com 5,77 milhões de unidades vendidas. As projeções do mercado apontavam aumento de 5,50 milhões de unidades.

O resultado aponta um avanço em relação a janeiro, quando as vendas foram de 5,46 milhões. E uma melhora considerável, dado que em janeiro houve declínio nas vendas (de 5,54 para 5,46 milhões na comparação com dezembro).

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20), pela Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos Estados Unidos. Das quatro principais regiões que participam da pesquisa, apenas na região Nordeste dos Estados Unidos houve queda nas vendas de imóveis usados.

Na comparação anual, o resultado é ainda mais animador. Em fevereiro de 2019, as vendas somaram 5,38 milhões de unidades. Isto significa que, em fevereiro deste ano, o saldo é de 7,2% a mais nas vendas.

“As vendas de mais de 5 milhões de residências em fevereiro foram as mais fortes desde fevereiro de 2007”, afirmou Lawrence Yun, economista-chefe da associação no relatório. “Eu atribuiria isto às baixas taxas de hipoteca e a uma demanda reprimida de habitação construída nos últimos anos”, complementou.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil