Venda de imóveis usados cai 8,5% nos EUA

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Depois de um mês fevereiro com alta de 6,5% na venda de imóveis usados nos Estados Unidos, março registrou uma queda de 8,5% no setor.

Foram 5,27 milhões de unidades vendidas em março, ante 5,77 milhões de fevereiro.

Apesar do declínio, as vendas aumentaram na comparação com março de 2019. O ganho foi de 0,8%, partindo de 5,23 milhões de imóveis usados vendidos em março do ano passado.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (21), pela Associação Nacional de Corretores de Imóveis dos Estados Unidos.

“Infelizmente, sabíamos que as vendas de casas diminuiriam em março. Isto devido ao surto de coronavírus”, disse Lawrence Yun, economista-chefe da associação.

Ele afirmou, em relatório, que novas quedas devem ser registradas nos próximos meses.