Venda de imóveis novos na cidade de São Paulo sobe 38% em outubro

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Conforme dados do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), a cidade de São Paulo registrou este ano o maior número de imóveis novos vendidos para um mês de outubro, desde 2004.

Nesse contexto, em outubro foram vendidos 5.552 unidades de imóveis novos somente na capital paulista. Isso representa um avanço de 38% sobre as vendas no mesmo período de 2019.

“A economia começa a apresentar sinais de retomada e a atividade imobiliária teve papel fundamental neste movimento de recuperação. Com exceção dos momentos mais agudos da pandemia, o setor imobiliário manteve números positivos, a exemplo do agronegócio”, ressaltou o presidente do Secovi-SP, Basilio Jafet à Agência Brasil.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Segundo o Secovi, as baixas taxas de juros e os preços acessíveis dos imóveis contribuíram para o desempenho favorável.

Jafet destacou ainda a importante decisão de não paralisar as obras durante a pandemia. “A determinação do governo federal em classificar a construção civil como atividade essencial foi acertada, porque é enorme a nossa capacidade de gerar empregos, movimentar a economia e atender a uma forte demanda por imóveis”.

Veja mais:

Money Week: confira dicas de livros, cursos e de quem seguir nas redes

Inteligência financeira: 10 sugestões de livros de Gustavo Cerbasi