Eletrobras (ELET3 ELET6) cai 10% com saída de CEO; BRDT3 sobe 12%

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Os papéis da Eletrobras (ELET3 ELET6) lideram as perdas do Ibovespa nesta sessão de terça-feira (26). Ontem, o presidente da estatal, Wilson Ferreira Junior, renunciou ao cargo por motivos pessoais. Ele será o novo presidente da BR Distribuidora (BRDT3).

No entanto, se especulam razões adicionais, sobretudo a frustração em relação ao processo de privatização da Eletrobras, emperrado há anos.

Por volta das 10h40, os papéis da Eletrobras (ELET3 ELET6) recuavam 10,05% e 7,26%, respectivamente.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

Na contramão, as ações da BR Distribuidora (BRDT3) registram ganhos de 12,26%.

A chegada de Ferreira Júnior para comandar a distribuidora pavimenta o caminho para a saída definitiva da Petrobras do capital da distribuidora.

Na avaliação da Ativa Investimentos, a saída do CEO Saída da Eletrobras tem lados positivos e negativos. Isso porque, segundo Pedro Serra, gerente de research da Ativa, Wilson é reconhecido pelo mercado como um ótimo gestor, com um excelente trabalho realizado, anteriormente, na CPFL e agora na estatal.

Ao renunciar, Ferreira deixou claro que um dos principais motivos foi a baixa visibilidade que ele estaria tendo agora quanto a privatização da Eletrobras.

Para os analistas da Ativa Investimento, a única possibilidade da Eletrobras conseguir reverter (em parte) o pessimismo que agora paira sobre a estatal, é a do conselho eleger, o mais rápido possível, um nome técnico que não seja ligado a nenhum político e, ao mesmo tempo, consiga obter a simpatia dos políticos.

Mais destaques positivos

Setor de varejo também é destaque na sessão de hoje. As varejistas sobem em bloco, com destaque para as administradoras de shoppings.

As ações de BrMalls (BRML3) sobem 2,07%, Iguatemi (IGTA3) +2,11%, Multiplan (MULT3) +1,32%, Magazine Luiza (MGLU3) +2,77%, Via Varejo (VVAR3) +3,45%, Renner (LREN3) +1,66%, Americanas (LAME4) +0,85%, B2W (BTOW3) +0,03%.

Já as ações da Cielo (CIEL3) registram alta de 2%. O Banco do Brasil (BBAS3) avalia se desfazer de sua participação na Cielo, mas o Bradesco, seu sócio, não quer outro parceiro na empresa.

Segundo o blog de Lauro Jardim, se o BB der seguimento ao negócio, o Bradesco apresentará uma oferta.

Os papéis da CSN (CSNA3) registram alta de 2,24%. Enquanto isso, o Ibovespa opera em alta de 0,23%, ao 117.652,78 pontos.

Mais destaques

As ações da Vale (VALE3) sobem 0,17%, apesar da baixa do minério de ferro no mercado internacional.

As ações Petrobras (PETR3 PETR4) operam em alta de 0,03% e 0,03%, acompanhando alta do petróleo.

Entre as mais negociadas, as ações da IRB (IRBR3) recuam 1,59%.

Os grandes bancos operam mistos na sessão de hoje. O Itaú (ITUB4) e Banco do Brasil (BBAS3) registram desvalorização de 0,05% e 0,30%.

Bradesco (BBDC4) sobe 0,84% e Santander (SANB11) +0,17%.

O Citibank avalia que os bancos brasileiros são os mais fortes em termos de balanços dentre as instituições que estão sob sua cobertura na América Latina. Os bancos ainda oferecem uma boa opção de valor para investidores, mas lembra que o potencial de médio e longo prazo depende das reformas e da recuperação econômica.

Se você quer saber mais sobre investimentos, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.