Vale (VALE3) amplia zona de autossalvamento de barragem de Mariana

Marcia Furlan
Jornalista com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou na Editora Abril e Agência Estado, do Grupo Estado, como repórter e editora de Economia, Política, Negócios e Mercado de Capitais. Possui MBA em Mercado de Derivativos pela FIA.
1

Crédito: Vale (VALE3)

A Vale aumentou os limites da Zona de Autossalvamento (ZAS) da barragem de Doutor, da Mina de Timbopeba, no Complexo de Mariana (MG). A decisão teve como base estudos mais conservadores, que passaram a considerar hipótese de 100% do carreamento de rejeitos da barragem Doutor.

Assim, cerca de 75 famílias, residentes nas comunidades de Antônio Pereira e Vila Antônio Pereira, a 40 quilômetros de Ouro Preto (MG), serão realocadas a partir desta quinta-feira (13). De acordo com a Vale, as famílias receberão assistência integral, com hospedagem, atendimento psicossocial, alimentação.

A ampliação da ZAS é resultado das disposições do Termo de Compromisso firmado entre o estado de Minas Gerais, o Ministério Público Estadual e a Vale, que definiu novos parâmetros para atualização da mancha de inundação.

Desde fevereiro, 73 famílias foram realocadas quando a barragem de Doutor teve elevação para nível 2 de emergência.

A Vale diz que não houve alteração nos dados técnicos das referidas estruturas e que as últimas inspeções não detectaram anomalias adicionais.