Vale (VALE3): mineradora adota protocolo de emergência em Catas Altas

Osni Alves
Jornalista | osni.alves@euqueroinvestir.com
1

Crédito: Vale (VALE3): mineradora adota protocolo de emergência em Catas Altas

A mineradora Vale (VALE3) adotou protocolo de emergência em nível 1 da barragem Dicão Leste, da Mina Fazendão, em Catas Altas (MG).

De acordo com a companhia, o protocolo não demanda evacuação da população por conta da barragem. “Trata-se apenas de uma medida preventiva”, informou.

A iniciativa é resultado de uma “evolução das práticas de gestão de segurança de barragens da Vale e da necessidade de incrementar o nível de conhecimento das propriedades geotécnicas da estrutura.”

Segundo a empresa, a barragem Dicão Leste teve sua declaração de condição de estabilidade positiva emitida em março de 2020, entretanto, em decorrência desta reavaliação, a companhia optou pelas medidas de precaução.

O acionamento do nível 1 da barragem Dicão Leste não impacta o plano de produção de 2020, conforme apresentado no relatório produção e vendas no 1T20.

Veja o desempenho da VALE3 na Bolsa:

Fonte: tradingview.

Indenização

A Justiça condenou a Vale a pagar indenização de R$ 5 milhões a uma mulher, vítima do rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho.

O acidente foi no dia 25 de janeiro do ano passado e deixou mais de 250 mortos. De acordo com a decisão, a Vale terá que indenizar a mulher pelas mortes do filho de um ano, o marido e de uma irmã.

A empresa também deverá pagar quatrocentos mil reais, referentes à perda da casa e os traumas causados à saúde da mulher. A decisão ainda cabe recurso.

vale-brumadinho