Vale (VALE3): BNDES confirma venda de debêntures

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: BNDES

A BNDES Participações confirmou nesta sexta-feira, 11, que pretende vender debêntures da Vale, conforme divulgado na imprensa ontem.

De acordo com comunicado, o BNDES, empresa pública da qual a BNDESPar é subsidiária integral, selecionou, no dia 28 de agosto, o Banco Bradesco BBI para figurar como coordenador líder nos trabalhos de potencial oferta pública secundária de até 214.329.063 debêntures participativas de emissão da Vale.

Desse montante, 141.727.784 são detidas pela União, e o restante detido pelo BNDES e pela BNDESPar, conforme consta no comunicado.

Formarão também o consórcio de coordenação os banco Citibank, JP Morgan e Itaú BBA.

A BNDESPar ressaltou, no entanto, que a realização da potencial transação ainda se encontra em estudos e depende de deliberações dos órgãos societários do BNDES e da BNDESPAR, assim como das condições de mercado existentes no momento do lançamento.

De acordo com reportagem da revista Veja, as debêntures que o BNDES possuem da Vele tem um valor esperado de R$ 2,5 bilhões.

As notas de crédito especial preveem o desenvolvimento conjunto de jazidas minerais inexploradas, e a participação proporcional em quaisquer benefícios financeiros obtidos a partir do desenvolvimento destes recursos.

Os papéis foram emitidos nos anos 1990 como forma de o governo se defender de um potencial negócio mal-sucedido no processo de privarização da companhia.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos