Vale (VALE3) anuncia fim de acordo de acionistas com Litela, Litel, Bradespar, Mitsui e BNDESPar

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: vale

A Vale (VALE3) informou que o acordo de acionistas vigente entre Litela, Litel, Bradespar, Mitsui e BNDES Participações expirou nesta segunda-feira (9).

Desse modo, a partir de amanhã (10), as ações e, portanto, os votos, pertencentes aos acionistas acima mencionados, não estarão mais vinculadas ao acordo.

A Vale informou que o referido acordo foi assinado em 14 de agosto de 2017, a fim de proporcionar estabilidade à Companhia. Além de ajustar sua estrutura de governança corporativa durante o período de transição para se tornar uma empresa de capital disperso.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

“Desde então, a Vale vem investindo na evolução de sua governança, buscando referências nas melhores práticas nacionais e internacionais e aprofundando o entendimento da perspectiva dos investidores sobre esses temas, bem como se adequando às novas exigências do regulamento do Novo Mercado.”

Mais recentemente, a Vale anunciou o Comitê de Nomeação que irá propor melhorias relacionadas à estrutura, tamanho e competências do Conselho de Administração.

Petro Rio (PRIO3) divulga dados operacionais de outubro

A PetroRio (PRIO3) divulgou hoje (9), os dados operacionais preliminares e não auditados referentes à outubro de 2020.

De acordo com a Companhia, no mês passado foram produzidos 30.942 barris (bbls) por dia.

O montante se distribui em 9.049 para o Campo de Polvo, 12.331 para Frade e 2.193 oriundos de Manati.

Segundo a PetroRio, o Campo de Polvo apresentou menor produção em outubro devido a paradas inesperadas para manutenção e problemas de enquadramento de água no FPSO afretado ao Campo, causando restrição de produção em alguns dias.

Em relação às vendas, outubro registrou o montante de 993.619 barris (bbl), exclusivamente provenientes do Campo de Frade.

Rede D’Or São Luiz: Cade vai analisar aquisição de 100% do Hospital Central de Guaianases

A Rede D’Or São Luiz celebrou memorando de entendimentos vinculante e protocolou nesta segunda (9) o ato de concentração perante o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para a aquisição de 100% do Hospital Central de Guaianases, localizado no município e estado de São Paulo.

Ao mesmo tempo, a Companhia informou que protocolou o ato de concentração, junto ao CADE, para a aquisição de 100% do Hospital Cárdio Pulmonar, localizado em Salvador, Bahia.

Anteriormente, a Rede D’Or São Luiz já era detentora de participação de aproximadamente 48% do Hospital.

Ambas as aquisições estão sujeitas a verificação de determinadas condições usuais, dentre elas a aprovação pelo CADE.