Vale (VALE3) investe US$ 6 milhões em startup focada na descarbonização de aço

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A Vale (VALE3) informou nesta terça-feira (09) que realizou investimento de US$ 6 milhões na Boston Electrometallurgical Company (Boston Metal). A empresa desenvolve a tecnologia Molten Oxide Electrolysis (MOE), que reduz óxidos metálicos como minério de ferro com o uso de eletricidade.

A Vale adquiriu participação minoritária na empresa com o objetivo de desenvolver uma tecnologia focada na descarbonização de aço.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A Boston Metal tem uma base de acionistas diversificada que inclui fundos de venture capital, empresas de mineração e investidores privados.

A Boston Metal é uma empresa pré-operacional, fundada em 2012 por professores do Massachusetts Institute o Technology (MIT). A tecnologia desenvolvida pela empresa, MOE, possibilitará a transformação de minério de ferro para a produção de aço com emissão zero de CO2.

Os valores captados pela Boston Metal serão usados para financiar o desenvolvimento da tecnologia.

Segundo a Vale, o investimento na Boston Metal está em linha com o pilar estratégico “Novo Pacto com a Sociedade” da empresa.

Jalles Machado (JALL3): Fitch eleva rating da empresa

A Jalles Machado (JALL3) informou nesta segunda-feira (08) que a Fitch Ratings revisou a perspectiva de rating corporativo da companhia em escala nacional de estável para positiva.

A agência afirma, de acordo com o relatório, que a perspectiva positiva reflete a conclusão da oferta primária de ações no âmbito do IPO, que permitirá à companhia financiar seu plano de expansão mantendo indicadores de crédito conservadores para o setor.

A Fitch cita ainda o provável fortalecimento do modelo de negócios da Jalles Machado, com o aumento de escala de produção e maior diversificação geográfica.

A Jalles Machado diz que entende que a melhora no nível de avaliação é reflexo do contínuo esforço da administração pela melhora nos seus indicadores peracionais e financeiros. E também do IPO que deverá elevar os patamares de geração de caixa da companhia em exercícios futuros.

Melnick (MELK3) aprova outorga para a Caixa

A Melnick (MELK3) informou que seu conselho de administração aprovou a outorga, pela companhia, de garantia fidejussória na modalidade de fiança, em favor da Caixa Econômica Federal, dos encargos incidentes durante o período de obras nos contratos de financiamento habitacional de pessoas físicas adquirentes de unidades imobiliárias incorporadas e/ou construídas pela Canoas Coral Empreendimento Imobiliário SPE Ltda., subsidiária integral da Melnick.

Os contratos foram celebrados durante a fase de construção, em 25 de setembro de 2019 com a Caixa Econômica Federal.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo