Uso de aplicativos de videoconferência aumenta no país

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O isolamento social por causa da pandemia de coronavírus fez aumentar a demanda por aplicativos de vídeo chamadas no país, seja para trabalhar ou para conversas com amigos e familiares.

A Agência Brasil listou algumas alternativas para os usuários.

Zoom

O Zoom consiste em um aplicativo de comunicação virtual que possibilita até 100 pessoas em uma reunião. O serviço pode ser usado gratuitamente por até 40 minutos. Para utilizar por mais tempo, é necessário adquirir um plano pago. O aplicativo pode ser usado tanto no celular como no computador.

Whatsapp

O Whatsapp é o aplicativo mais popular no Brasil, permitindo videochamada com até 4 pessoas. A sua limitação acaba impedindo o uso para um público maior.

Facebook Messenger

O Messenger é uma solução de videoconferência do Facebook, que permite os usuários da rede conversarem entre si. Apenas no Brasil, são mais de 136 milhões de usuários.

Google hangout

O Google hangout é um aplicativo que permite chamadas para os contatos do usuário. Mas todos os participantes precisam ter conta no Google. O app permite até 150 pessoas em uma reunião.

Microsoft teams

O Microsoft teams integra o pacote de ferramentas Ofiice 365. O serviço é pago, mas a Microsoft liberou o uso durante a pandemia. O app permite até 10 mil participantes e pode ser acessado por links, não precisando baixá-lo.

Skype

O Skype é uma das plataformas de chamadas online mais antigas. A plataforma possibilita chamadas com mais de 10 pessoas. O aplicativo pode ser usado no computador e no celular.

Jitsi

O Jitsi é uma plataforma de chamadas online sem fins lucrativos. A plataforma possibilita videoconferência com dezenas de pessoas. Para uso no computador, não é preciso instalar o aplicativo e também não é necessário inserir um e-mail. Qualquer pessoa pode criar uma videoconferência e convidar outros participantes pelo envio de um link.

Line

O Line permite chamadas em vídeo em grupo. Além disso, o app permite envio de mensagens de texto, imagens e documentos. O aplicativo é gratuito.

LEIA MAIS

Pesquisadores da USP criam ventilador pulmonar de baixo custo

Coronavírus: número de infectados caem pelo quarto dia consecutivo na Alemanha