Usina Angra 1 volta a gerar energia para o sistema interligado

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução / Wikimedia Commons

A usina Angra 1 foi reconectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) na sexta-feira (14), às 10h02. Logo após uma parada de reabastecimento de combustível, segundo informações da Eletrobras. O retorno das operações foi programado com três dias de antecedência. Em relação ao que foi acordado com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na segunda-feira (17), a usina Angra 1 estará em seu processo de elevação de potência, o qual deve atingir 100%.

No dia 11 de janeiro, a usina de Angra 1 teve de ser desligada. Para a realização da troca de um terço de combustível. Aproveitando a pausa, foram realizadas também inspeções e manutenções periódicas. Além de, segundo a Eletrobras, modificações de projeto. Em que só podem ser realizadas quando a usina está desligada.

Foram realizadas quase 4,7 mil tarefas durante a pausa da usina. Entre os destaques realizadas, estão as melhorias técnicas e teste em transformadores principais de 500kv. Além de revisão dos selos das bombas de refrigeração do reator, inspeção visual remota da tampa do reator e testes nos geradores de vapor. Também foi realizada uma inspeção aos programa de extensão de vida útil, de Angra 1.

Abelardo Vieira, superintendente da usina, ressaltou que os objetivos foram cumpridos com sucesso. Principalmente os que possuíam relação à segurança industrial do local.

Vieira frisou, que a duração para a parada foi inferior aos 37 das programadas da ONS: “Mais uma vez, a competência e a dedicação dos nossos profissionais foram primordiais para atingir as metas estabelecidas, desde as fases de planejamento e preparação até as de execução e supervisão. É importante destacar que todas as diretorias da empresa foram essenciais para o êxito da parada”.