Usiminas (USIM5): produção de 370,5 mil toneladas no mês é 9,4% superior à média do ano passado

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Divulgação/ Usiminas

A Usiminas (USIM5) informou que a produção total de aços laminados no mês de outubro foi de 370,5 mil toneladas, o maior volume produzido desde março de 2020.

Isso representa 3,3% acima da média do primeiro trimestre deste ano e 9,4% superior à média de 2019.

Além disso, o volume total de vendas da Usiminas no mês foi de 366,3 mil toneladas, o maior volume desde março de 2020.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Isso também representa 4,9% acima da média do primeiro trimestre e é 7,1% superior à média de 2019.

O volume de vendas para o mercado interno foi de 354,4 mil toneladas, 97% do volume total de vendas, 15,6% superior à média de 2019.

O mercado externo representou 11,8 mil toneladas em vendas.

O destino foi principalmente para cadeias produtivas no exterior relacionadas a clientes nacionais.

Petz (PETZ3) reduz participaçao para 4,90%

A Petz (PETZ3) informou nesta quinta-feira (5) que o Itaú Unibanco (ITUB4) reduziu sua participação acionária para 4,908% do capital social da companhia.

Esse total representa 18.301.267 ações ordinárias da Petz.

Como de praxe nesse tipo de comunicado, o Itaú declara que tal participação tem o único objetivo de investimento.

Light (LIGT3): Beto Sucupira eleva participação acionária

A Light (LIGT3) comunicou alteração acionária com a alienação e aquisição de ações em 4 de novembro.

O acionista Carlos Alberto Sicupira, Beto Sucupira, informou que sua participação na companhia passou a ser indireta.

Agora, representa aproximadamente 10,07% do capital social, através da Santander PB.

Antes, tinha 9,90%.

Iguatemi (IGTA3): conselho aprova operações financeiras de swap com ações de até R$ 100 milhões

A Iguatemi (IGTA3) aprovou hoje a celebração de contratos de total return equity swap.

A operação tem por objeto a troca de resultados de fluxos financeiros futuros, referenciados por ações da companhia.

Desse modo, a companhia receberia a variação de preço relacionado às ações de sua emissão negociadas em bolsa (ponta ativa) e pagaria a variação do CDI acrescido de uma taxa (ponta passiva).

Segundo informa em comunicado, “os contratos de swap poderão ser celebrados pela companhia de modo a gerar uma exposição a até, no máximo, 3.244.646 ações ordinárias (IGTA3)”.

Isso equivale a um montante de R$ 100 milhões, pelo preço das ações em 4 de novembro (R$ 32,33).

“Os contratos de swap, uma vez celebrados, deverão ser liquidados no prazo máximo de 18 meses a contar desta data”, explica.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor daEQI Investimentos entrará em contato.