Uber fica sem licença para operar em Londres. Veja o motivo

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O Transport of London, organismo gestor do transporte na capital britânica definiu, nesta segunda-feira (25) que deixará a Uber sem licença para operar em Londres.

A alegação é de que a plataforma de serviço de veículo com motorista comete falhas que colocam em risco a segurança dos passageiros.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

“O Transporto f London concluiu que não concederá à Uber London Limited uma nova licença de operador privado de transporte, em resposta a seu último pedido”, afirma o comunicado.

Falhas

Uma das falhas alegadas é que motoristas não-cadastrados conseguem acessar a plataforma e colocar fotos suas como se fossem motoristas da Uber, usando da artimanha para ludibriar passageiros.

A Transport of London contabiliza 14 mil casos dessa natureza e alega que, em todas estas viagens, os passageiros não estavam cobertos por seguro.

A Uber tem 21 dias para recorrer e, enquanto a decisão estiver tramitando, continua a operar na cidade.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3