Twitter fecha 2019 com faturamento inédito de US$ 1 bilhão no último trimestre

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Twitter/Divulgação

O Twitter alcançou uma marca inédita no fim de 2019. A empresa faturou no quarto trimestres do ano passado US$ 1,01 bilhão. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (7) e fizeram as ações da empresa disparar 6% na abertura do mercado.

Esta foi a primeira vez que o Twitter gerou essa receita em um único trimestres desde sua fundação, em 2006. A receita com anúncios do Twitter aumentou 12%, ficando em US$ 885 milhões em 2019.

“Isso reflete o progresso constante em produto de receita e sólido desempenho na maioria dos principais locais, com particular força na publicidade dos EUA”, diz o Twitter.

A receita do último trimestre foi positiva para a empresa, pois o resultado ficou 11% acima dos números registrados no ano anterior. A expectativa inicial do mercado era de que a plataforma fechasse o quarto trimestre com algo em torno de US$ 996,7 milhões.

O crescimento da receita do Twitter foi possível principalmente por conta dos Estados Unidos. Foi no país de origem da plataforma que a empresa cresceu 17% de sua renda.

Apesar da receita inédita, a consolidação dos resultados financeiros de 2019 apresentou queda nos lucros. O lucro líquido do Twitter em 2019 ficou em US$ 119 milhões (ou 0,15 dólar por ação), abaixo dos US$ 225 milhões de dezembro de 2018. Um dos fatores para isso foi a elevação de 22% dos custos operacionais.

A expectativa agora para o primeiro trimestre de 2020 é que o Twitter tenha uma receita entre US$ 825 milhões e US$ 885 milhões. O lucro operacional, diz a plataforma, deve ficar em US$ 30 milhões em novembro.

 

Aumento do número de usuários no Twitter

Outra notícia positiva para o Twitter foi o número de usuários ativos, que cresceu acima das expectativas. Ficou em 152 milhões em 2019, frente a uma expectativa de 147,5 milhões. No ano passado, a rede social tinha 126 milhões de usuários diários. Um crescimento de 21%.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo