Trump suspende negociação de pacote fiscal até depois da eleição

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Wikimedia

Nesta terça-feira (6), o presidente dos EUA, Donald Trump, rejeitou a proposta do Partido Democrata sobre um novo pacote de estímulos à economia, no valor de US$ 2,4 trilhões.

Além disso, Trump afirmou ter instruído os republicanos a pararem de negociar o pacote fiscal até depois da eleição presidencial, no dia 3 de novembro.

“Imediatamente após minha vitória, aprovaremos uma importante lei de estímulo que se concentra nos americanos trabalhadores e nas pequenas empresas”, informou em suas redes sociais.

Conheça planilha que irá te ajudar em análises para escolha do melhor Fundo Imobiliário em 2021

Trump vs. Pelosi

Trump também disse que o valor de US$ 2,4 trilhões em estímulos serviria para resgatar estados democratas “mal administrados e com alto índice de criminalidade”.

A proposta foi feita pela presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.

De acordo com Trump, “fizemos uma oferta muito generosa de US$ 1,6 trilhão de dólares e, como sempre, Pelosi não está negociando de boa fé. Rejeito o pedido deles e olho para o futuro do nosso país”.

Ainda mais, o republicano pediu ao líder de seu partido no Senado, Mitch McConnell, que mantenha o foco na aprovação da juíza Amy Coney Barrett para a Suprema Corte.

A indicação foi realizada por Trump após a morte da juíza Ruth Ginsburg.

“Nossa economia está indo muito bem. O mercado de ações está em níveis recordes, os empregos e o desemprego também estão voltando em números recordes. Estamos liderando o mundo em recuperação econômica, e o melhor está por vir!”, completou.

Conforme divulgado, o republicano se recupera da Covid-19 na Casa Branca, depois de ter tido alta do hospital militar onde estava internado desde a última sexta (2).

Por fim, nos últimos dias, Pelosi e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, vinham conversando diariamente para chegar a um entendimento sobre o pacote fiscal.