Trump sugere zerar imposto sobre folha de pagamento

Omar Salles
null
1

Crédito: Divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu a congressistas republicanos que os impostos sobre a folha de pagamento das empresas sejam zerados até o final do ano.

A informação é da CNBC News, que entrevistou fontes da Casa Branca.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A informação circulou nos mercados nesta terça-feira e contribuiu para acelerar a alta dos três principais índices da Bolsa de Valores de Nova York na hora final do pregão.

A medida faz parte de um pacote que Trump estuda com o Congresso para socorrer pequenas empresas e trabalhadores atingidos pelo coronavírus nos Estados Unidos.

Contudo, ainda não está claro se esse pacote teria o apoio do Partido Democrata, que controla a Câmara dos Representantes (deputados), ou se Trump pretende aprová-lo remanejando o orçamento.

Um funcionário disse à CNBC que uma das possibilidades é exonerar permanentemente a folha de pagamento.

Os impostos sobre a folha de pagamento nos Estados Unidos são pagos pelas empresas e pelos trabalhadores.

Cada trabalhador desconta 6% do salário mensal para a seguridade social americana e 1,45% para o Medicare, plano de saúde desenvolvido na era Obama. A empresa contribui com o mesmo montante que é descontado do trabalhador.

Trump marcou uma reunião com grandes empresários em Washington na quarta-feira.

A Casa Branca detalhou que serão discutidas medidas de estímulo à economia americana.

Coronavírus nos EUA

O surto do coronavírus está se espalhando rapidamente pelos Estados Unidos, mostram os dados oficiais e o mapa do Hospital Johns Hopikins, de Baltimore.

Os EUA tinham nesta terça-feira 808 casos confirmados do Covid-19, com 27 mortes.

O Estado de Nova York tinha hoje mais de 30 pessoas infectadas, informou o jornal The New York Times.

O pré-candidato democrata à presidência, Bernie Sanders, cancelou hoje um comício que faria no Michigan por causa do coronavírus.