Trump pode anunciar “reabertura dos Estados Unidos” nesta quinta-feira

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Twitter

Os Estados Unidos têm registrados 639.644 casos de coronavírus, quase quatro vezes mais do que a Espanha, segundo país com mais infectados. Mesmo assim, o presidente Donald Trump pode anunciar a “reabertura” do País nesta quinta-feira.

Trump convocou uma entrevista coletiva para o fim da tarde e prometeu que irá divulgar “novas orientações” para a reabertura da economia.

Segundo a Agência Reuters, o presidente norte-americano está confiante de que “o pior já passou” e espera recolocar a economia do país nos trilhos.

“Nós passamos do pico de novos casos”, afirmou o presidente, à Reuters. “É muito animador”, complementou o Chefe de Estado norte-americano.

Na segunda-feira (13), Trump já havia deixado pistas de que a reabertura da economia do pais estava próxima.

E, ao contrário do que acontece no Brasil – por orientação do Superior Tribunal Federal, e não pela vontade do presidente Jair Bolsonaro -, avisou que, em território norte-americano, quem determina abertura ou fechamento do comércio é ele.

“É uma decisão do Presidente, e por muitas boas razões. Dito isso, a administração e eu estamos trabalhando em estreita colaboração com governadores, e isso continuará. Uma decisão minha, em conjunto com os governadores e contribuições de outros, será feita em breve”.

Números do coronavírus

Os números da doença nos Estados Unidos, no entanto, não indicam que haja sinais para alegria.

Segundo o gráfico online da Universidade Johns Hopkins, até a manhã desta quinta-feira, dia do anúncio de Trump, haviam 639.664 casos de coronavírus no País.

A Espanha, segundo país com maior número de casos, tem 182.816, enquanto a Itália, terceira, tem 165,155 infectados.

O número de mortos também espanta. Nova York, sozinha, ocupa a quinta posição em locais com mais óbitos no mundo.

São 10.899 mortos pela Covid-19, contra 12.868 de todo o Reino Unido. Em todo o território norte-americano os óbitos já chegaram a 30.985.

Coronavírus no Brasil: Mortes sobem 13% nesta quarta