Trump pede ao Congresso a aprovação de um novo pacote de estímulos

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Twitter

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu que o Congresso americano aprove o projeto de estímulos neste sábado (14) pelo seu Twitter. De acordo com a fala de Trump, é necessário o apoio dos democratas.

Em outubro, as discussões sobre o pacote entraram em pausa por conta das eleições. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, tinha uma perspectiva otimista apesar da resistência dos republicanos no Senado.

Os democratas sugeriram um montante de US$ 2,2 trilhões. Os republicanos falam em US$ 1,9 tri — valor que, segundo sites de notícias nos EUA, teria apoio da Casa Branca.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Mitch McConnell, líder do Senado, se pronunciou diversas vezes sobre como um pacote de U$ 500 bilhões seria o suficiente no momento. 

Resistência no Senado

O presidente Trump encontrou resistência entre republicanos no Senado para criar uma proposta de alívio abrangente.

Pelosi e o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, estão acertando detalhes do pacote de alívio, podendo ficar na casa dos 2,2 trilhões de dólares. Esse montante está sendo pressionado por meses pelos democratas.

Os conservadores no Senado, de maioria republicana, se opõem ao custo de mais de 1 trilhão de dólares em discussão. McConnell não quer apresentar ao Senado um grande projeto de alívio a Covid-19 antes das eleições, disse um assessor republicano.

Em abril, o congresso americano aprovou o pacote mais recente, com 3 trilhões de dólares.

Conforme a Casa Branca, um acordo bipartidário entre Pelosi e Mnuchin receberia o número de votos necessário para a aprovação. Os republicanos detém uma maioria de 53 a 47 no Senado.

“Acredito que haveria votos suficientes para garantir que isso cruze a linha de chegada e chegue à mesa do presidente. Mais uma vez, o foco nos republicanos do Senado agora, se os votos estariam lá ou não, está errado”, disse o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, em coletiva.

Contudo, não havia sinais de que esses parlamentares concordariam com algo próximo da marca de 2 trilhões de dólares.

Partido em risco

Por fim, os republicanos do Senado estão preocupados com o impacto do valor do montante no déficit federal. Dessa forma, propuseram uma quantia menor e direcionada para a economia afetada pelo coronavírus.

As pesquisas de opinião apontam que eleitores culpam Trump por sua forma de lidar com a pandemia. Por consequência, os republicanos também correm o risco de perder a maioria no Senado. Isso fez com que alguns membros se voltassem para as tradicionais preocupações republicanas sobre a disciplina fiscal.