Trump assina ordem para banir TikTok e WeChat dos Estados Unidos

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução/Amanda Costa — Community Manager da YOUPIX

O presidente norte-americano Donald Trump assinou duas ordens executivas determinando o banimento de dois aplicativos chineses dos EUA: TikTok e WeChat.

Dúvidas sobre como investir? Consulte nosso Simulador de Investimentos

De acordo com o mandatário dos Estados Unidos, ambos deverão ficar proibidos de serem utilizados em todo o país caso não sejam vendidos para companhias norte-americanas em um prazo de 45 dias.

De acordo com as ordens executivas assinadas por Trump, ficará proibida “qualquer transação, por qualquer pessoa, ou com relação a qualquer propriedade, sujeita à jurisdição dos Estados Unidos, com a ByteDance Ltd e com a Tencent, a partir de 45 dias”.

As suspeitas de Trump sobre o TikTok

O presidente Donald Trump sempre foi um ferrenho crítico do TikTok.

Para Trump, o aplicativo é uma ameaça à segurança nacional, devido ao fato de ser controlado pela companhia chinesa ByteDance.

Segundo a visão do governo norte-americano, os aplicativos “captura(m) automaticamente vastas faixas de informações de seus usuários … essa coleta de dados permite que o Partido Comunista Chinês acesse as informações pessoais e proprietárias dos americanos”.

TikTok e WeChat

O TikTok é um aplicativo gratuito que permite aos usuários postar vídeos de até um minuto e editá-los utilizando um banco de dados com músicas e filtros.

Os benefícios de se ter um assessor de investimentos

Hoje, o app chinês tem cerca de 80 milhões de usuários ativos somente em território norte-americano.

A Microsoft anunciou, na última semana, que está em negociações para comprar o aplicativo da ByteDance, e tem o prazo estipulado por Trump para selar o negócio.

Caso não conclua a transação, os Estados Unidos podem seguir o caminho da Índia, que também já baniu o app em seu território. A Austrália estuda fazer o mesmo.

O WeChat, por sua vez, é um app de troca de mensagens instantâneas similar ao WhatsApp.

Lançado há mais tempo que o rival, em janeiro de 2011, foi desenvolvido pela empresa chinesa Tencent.

O WeChat conta hoje com mais de 1 bilhão de usuários mensais ativos.

TikTok proibido para funcionários do governo

De acordo com informações da Agência Reuters, o Senado dos Estados Unidos aprovou o projeto de lei do senador Josh Hawley, que proíbe funcionários federais de usar o TikTok em dispositivos cedidos pelo governo.

“Estou encorajado pelo apoio bipartidário que tivemos para responsabilizar o Partido Comunista Chinês e isso inclui … responsabilizar as empresas que apenas aceitam as exigências da China”, disse o senador Hawley em comunicado. “E, se tenho algo a dizer sobre isso, não vamos parar por aqui”, acrescentou o senador republicano.

Um representante do aplicativo TikTok rebateu as acusações e a desconfiança sobre espionagem e afirmou que sua crescente equipe nos EUA não tem prioridade maior do que promover uma experiência segura que proteja a privacidade dos usuários.

Planilha de Açõesbaixe e faça sua análise para investir