Trump afirma que Estados possuem testes para começar a “abrir” os EUA

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Twitter

A força-tarefa da Casa Branca, comandada por Donald Trump, revelou na sexta que os Estados já possuem testes suficientes para iniciar a abertura dos EUA.

“As orientações fornecem aos governadores métricas baseadas em fatos e na ciência, que eles precisarão para tomar medidas corretas para cada estado específico”, comentou o presidente, que não estava sozinho na defesa de sua tese.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

“Os estados têm testes suficientes para implementar a fase 1 se quiserem fazer isso”, decretou Mike Pence, vice-presidente norte-americano, citando o plano “trifásico” anunciado na véspera por Trump.

O imunologista Anthony Fauci, presidente do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, confirmou a afirmação de Pence, mas alertou que a falta de comunicação entre os poderes pode atrapalhar a logística dos testes.

Deborah Birx, médica que faz parte da força-tarefa da Casa Branca, afirmou que uma equipe está “ligando laboratório por laboratório para saber todas as dificuldades que existem em cada um e trabalhando para que todo esse potencial seja desbloqueado”.

A médica informou que, por enquanto, só não há capacidade suficiente instalada em três dos 50 estados americanos: Oregon, Maine e Montana. A métrica mínima, segundo a médica, é 30 testes por dia a cada mil habitantes.

“Mais do que preparado”

Os Estados Unidos alcançaram neste sábado o número de 706.779 infectados pelo coronavírus, mas, de acordo com o presidente Trump, estão “mais do que preparados” para atender a todos que precisarem de atendimento hospitalar.

De acordo com o governante, os EUA têm, no momento, leitos e respiradores “mais do que suficientes” e podem, inclusive, ajudar o México e outros países com equipamentos.

Donald Trump elogiou as medidas adotadas pelo país no enfrentamento ao coronavírus e disse que, sem elas, a tragédia poderia ter sido ainda maior.

“Poderíamos ter perdido mais de 2 milhões de pessoas. Não quero constranger ninguém, mas há lugares em que as pessoas só deixaram as coisas rolarem, uma mentalidade de manada, e isso não deu muito certo”, concluiu, em crítica direta a Andrew Cuomo, governador de Nova York.

Coronavírus nos EUA

Os Estados Unidos têm, até este sábado, 706.779 infectados pelo coronavírus, com 112.260 pacientes internados em hospitais.

A Covid-19 já causou 37.086 óbitos desde o início da pandemia em todo o território norte-americano.

Nova York é o epicentro da doença no país, com 13.202 mortos até o momento.

UE atrela retomada da economia à abertura das fronteiras para estrangeiros

FMI prevê “década perdida” na América Latina por causa do coronavírus

 

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.