Transporte de contêineres enfrenta gargalos conforme a demanda aumenta

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução / Site Maersk

O aumento da demanda mundial por consumo levou a gargalos nas cadeias de abastecimento e escassez de equipamentos.

“Empresas de transporte de contêineres estão presas em um “gargalo significativo”, com o ressurgimento da demanda global aumentando a capacidade e elevando as taxas de frete, disse o CEO da Maersk, Soren Skou, à CNBC.

Skou explicou que depois de uma queda de 15% nos volumes da Maersk no segundo trimestre de 2020, a forte recuperação no final do ano, especialmente nos EUA e na Europa, viu o comércio global retornar a um aumento de 5% ano a ano.

Aprenda hoje a investir em Small Caps e encontre as oportunidades escondidas na Bolsa.

“Então, estamos tentando lidar com um aumento na demanda que é completamente sem precedentes, tanto um aumento na demanda porque os consumidores estão gastando, mas também um aumento na demanda porque um grande reabastecimento começou, já que grandes varejistas realmente pararam de comprar produtos na Ásia no segundo trimestre de 2020 e bem no meio do verão “, disse Skou.

Enquanto isso, a escassez de contêineres durante o ressurgimento da demanda global fez os custos de envio dispararem 300% e causou atrasos no envio de mercadorias da China.

A reportagem do CNBC aponta que, em janeiro, empresas de transporte estavam rejeitando toneladas de exportações agrícolas dos EUA, no valor de centenas de milhões de dólares, optando por enviar contêineres vazios de volta para a China para serem preenchidos com produtos mais lucrativos.

Baixe agora o guia definitivo para os melhores Investimentos. Invista em suas Escolhas

“Para as transportadoras, é obviamente mais atraente ter receita, se você quiser, no contêiner em ambas as direções, mas obviamente, também ouvi histórias sobre transportadoras que decidiram devolver os contêineres vazios e enviá-los de volta para a Ásia, em vez de esperar mais uma ou duas semanas para enchê-lo com as exportações dos EUA “, disse Skou.

Números da Maersk

A Maersk, a maior empresa de transporte de contêineres do mundo, registrou lucro trimestral antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de US$ 2,71 bilhões, um pouco acima dos US$ 2,68 bilhões previstos por analistas, de acordo com uma pesquisa Refinitiv.

Isso marcou um aumento de 85% em relação ao mesmo período de 2019, enquanto a receita aumentou 16% com relação ao ano anterior, para US$ 11,3 bilhões, à medida que a recuperação da demanda por bens iniciada no trimestre anterior se acelerou.

A empresa agora espera um Ebitda entre US$ 8,5 bilhões e US$ 10,5 bilhões em 2021, em comparação com US$ 8,3 bilhões no ano passado, observando que a perspectiva continua a ser afetada pela pandemia Covid-19 e seu impacto nos padrões de demanda.