Totvs (TOTS3) aprova follow on e AES Brasil (AESB3) estuda oferta pública

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).

Crédito: Totvs

O conselho de administração da Totvs (TOTS3) aprovou a realização de oferta pública de distribuição primária (follow on).

O público alvo da oferta, no Brasil, consistirá exclusivamente de acionistas no âmbito da Oferta Prioritária e, após o atendimento da Oferta Prioritária, de investidores profissionais.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Com base no Preço por Ação indicativo, o montante total da Oferta Restrita, sem considerar as Ações Adicionais, seria de R$ 1.500.114.000,00e, considerando as Ações Adicionais, seria de R$ 2.475.188.100,00.

A coordenação é feita por BTG Pactual, Itaú BBA, Banco Morgan Stanley, Citigroup Global Markets Brasil, Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários (Citi), Santander e UBS Brasil.

Simultaneamente, no âmbito da Oferta Restrita, serão realizados esforços de colocação das Ações no exterior.

AES Brasil (AESB3) estuda realização de oferta pública

A AES Brasil (AESB3) informou que a administração da empresa está estudando a possibilidade de realizar uma eventual oferta pública de distribuição com esforços restritos de colocação de ações de sua emissão.

Para tanto, a AES informa que iniciou processo de engajamento de instituições financeiras nacionais e internacionais –Banco  Bradesco  BBI  S.A.,  Banco  Itaú  BBA  S.A., Banco  de  Investimentos Credit  Suisse  (Brasil)S.A., Banco Santander (Brasil) S.A. e Banco HSBC S.A., e agentes de colocação internacionais dessas instituições – para a análise da viabilidade da Potencial Oferta, em conjunto com a companhia.

A companhia acredita que seu plano de crescimento poderá ser acelerado pela Potencial  Oferta e, com isso, potencializar  a criação de valor para os acionistas.

Banco Pan (BPAN4) adquire 80% da Mobiauto

O Banco Pan (BPAN4) comunicou que assinou contrato para aquisição de 80% das quotas da Mobiauto Edição de Anúncios Online, a maior plataforma digital independente para comercialização de veículos do Brasil.

O fechamento da Operação está sujeito à verificação de determinadas condições precedentes, incluindo a obtenção de todas as aprovações regulatórias necessárias, inclusive do Banco Central do Brasil.

A iniciativa reforça o apetite do PAN de ampliar sua estratégia digital e alavancar a sua participação no financiamento de veículos leves e motos, com o aprimoramento da experiência dos clientes e aumento do engajamento dos lojistas parceiros, num ecossistema impulsionado por tecnologia e contextualização de produtos e serviços.

Criada em 2019 e focada em promover maior eficiência e praticidade na relação de compra e venda de veículos, a Mobiauto é hoje um dos maiores classificados de carros online do Brasil com 4,6 milhões de acessos por mês.

Tecnisa (TCSA3) informa alteração acionária

A Tecnisa (TCSA3) informou o recebimento de correspondência de Meyer Joseph Nigri e Lilian Raquel Czeresnia Nigri (Grupo Controlador), comunicando que, em razão da aquisição de ações ordinárias de emissão da companhia em negociações realizadas em pregões da B3, o Grupo  Controlador atingiu uma participação acionária de 22.100.000 ações ordinárias.

O valor corresponde a 30,02% da totalidade das ações ordinárias de emissão da companhia.

O Grupo Controlador declara que as aquisições realizadas não objetivam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da Companhia.

Gerdau Metalúrgica (GOAU4) informa ganho em processo judicial de R$ 1,5 bilhão

A Gerdau Metalúrgica (GOAU4) informou que foi reconhecido ganho no resultado e ativo em processo judicial, que em conjunto com a Seiva S.A. Florestas e Indústrias, totaliza aproximadamente R$ 1,5 bilhão, bruto de impostos e custos/honorários relacionados.

As companhias esclarecem que estão empreendendo as medidas necessárias junto à 14ª Vara Cível no sentido de levantar os referidos montantes depositados judicialmente.

O processo judicial em questão tramita na 14ª Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro, em que buscam o ressarcimento de perdas incorridas com o  Empréstimo  Compulsório Eletrobras (ECE).

Em 10/09/2021 as companhias tomaram conhecimento que a Eletrobras efetivou o depósito/pagamento judicial do valor da condenação determinada pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, devidamente acrescidos de encargos de mora e de sucumbência.

A decisão  que fixou o  valor devido  em favor do  grupo  Gerdau  foi mantida  em todas as instâncias do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, tendo sido indeferido o pedido de sua suspensão pelo Superior Tribunal de Justiça – STJ.

Enel anuncia pagamento de amortização e juros de debêntures

A Enel anunciou o pagamento de amortização e juros da 1ª Série e pagamento de juros da 2ª série da 23ª emissão de debêntures. O pagamento será feito em 13 de setembro.

Confira abaixo as informações:

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

 Enel debêntures