Totvs (TOTS3): proposta de combinação de negócios com a Linx (LINX3) é aprovada

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Totvs

O conselho de administração da Totvs (TOTS3) aprovou a proposta de combinação de negócios com a Linx (LINX3).

A decisão foi tomada sem ressalvas em assembleia do dia 23 de outubro. Também foi convocada uma assembleia da Totvs-Linx pelo presidente do conselho de administração, Laércio José de Lucena Cosentino.

A polêmica disputa pelo controle da Linx envolve a Totvs e também a Stone (STNE). A administração da Linx já afirmou que a oferta da Totvs não atende aos seus interesses, mas a Totvs continua na jogada.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

As empresas têm tido uma relação conturbada nos últimos meses. Para Totvs, aditivos e análises feitas às pressas de sua proposta teriam resultado em perda de independência dos conselheiros.

Em agosto, o conselho de administração da Linx chegou a assinar contrato com a Stone por R$ 6,04 bilhões. Dias depois, a Totvs formalizou uma proposta de R$ 6,1 bilhões. Mas alegou que já havia procurado a empresa antes e finalizava uma, quando foi surpreendia pela transação com a Stone.

Esta semana a Cielo (CIEL3) também entrou na briga. A empresa encaminhou a Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) suas considerações sobre os efeitos no mercado de uma possível união entre Linx e Stone e a Cielo habilitou-se como uma “terceira interessada” no processo.

 

Ambipar (AMBP3) adquire totalidade das ações da Verde Ghaia

A Ambipar (Ambipar Participações e Empreendimentos S.A) adquiriu, através da controladora Planeta Ambiental, 100% das cotas da Verde Gaia Consultoria e Educação Ambiental.

Com 21 anos de mercado, a Verde Ghaia, ou simplesmente VG, é hoje a maior empresa do Brasil com mais de 1.700 clientes, fornecendo serviços de monitoramento de conformidade legal aplicável, atuando principalmente em serviços de gestão de riscos e compliance de sustentabilidade. Inclui elevado padrão de inovação e inteligência artificial, com softwares desenvolvidos de metodologia própria, adequada para indicadores ESG e ISO para promover controle de leis, gestão da qualidade, saúde e segurança, meio ambiente e riscos.

Assim, a Verde Ghaia, torna-se agora Ambipar Greentech, uma empresa do Grupo Ambipar.

“Seu objetivo será atuar através dos critérios ESG no mercado nacional e internacional para a iniciativa privada e servir como base de dados para políticas públicas voltadas para o controle de parâmetros ambientais focados em gestão de riscos, compliance de sustentabilidade, e atendimento a lei geral de proteção de dados (LGPD)”, diz a Ampibar.

 

Track & Field (TFCO4): Velt Partners Investimentos passa a deter 5,97% das ações

A Track&Field (TFCO4) anunciou nesta terça-feira que a Velt Partners Investimentos passou a deter 5,97% das ações da empresa.

Assim, 4,3 milhões de ações preferenciais emitidas pela Track & Field agora pertencem à Velt.

 

Ex-Indusval, Voiter (IDVL4;IDVL3) anuncia reemissão do laudo para a OPA, Nível 2

A Voiter (IDVL4;IDVL3), ex-Banco Indusval informou nesta terça-feira sobre a reemisão de ações da companhia visando à saída do segmento de listagem da B3, denominada nível 2, por meio de uma OPA (Oferta Pública de Aquisições).

A decisão foi tomada a partir de um laudo feito pela Mazars Cabrera Assessoria, Consultoria e Planejamento Empresarial Ltda. A reemissão do laudo decorre de ajustes necessários ao cumprimento das exigências da B3 no processo de análise da OPA.