Torres de 5G são incendiadas no Reino Unido devido à fake news

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pxhere

Não bastasse o caos provocado pela expansão do coronavírus, ultimamente multiplica-se na mesma proporção pelo mundo as famosas fake news.

Entre elas, recentemente ganhou espaço no Reino Unido uma teoria da conspiração que associa as torres de telecomunicações de 5G à propagação da Covid-19.

Diante dessa notícia, torres em várias partes do país foram incendiados. Os casos foram relatados pela emissora BBC ao menos nas cidades de Birmingham, Liverpool e Melling.

O ministro do gabinete britânico, Michael Gove, ao ser questionado sobre torres que propagam a doença, disse: “Isso é apenas um absurdo, um absurdo perigoso também”.

Já o diretor médico do centro nacional de saúde inglês, Stephen Powis, afirmou que a ideia de teoria da conspiração 5G é falsa e sem respaldo científico.

“A história do 5G é uma besteira completa e absurda, é o pior tipo de notícia falsa”, declarou Powis. “A realidade é que as redes de telefonia móvel são absolutamente críticas para todos nós”. As informações são da Reuters.

“Essas também são as redes telefônicas usadas por nossos serviços de emergência e nossos profissionais de saúde, e estou absolutamente indignado, absolutamente enojado que as pessoas estejam agindo contra a própria infraestrutura de que precisamos para responder a essa emergência”, disse Powis.