TIM (TIMS3) tem queda de 20,9% no lucro no 3TRI, para R$ 390 mi

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: TIM (TIMS3)

A TIM (TIMS3) registrou um lucro líquido de R$ 390 milhões no terceiro trimestre de 2020, um desempenho 20,9% inferior na comparação com igual período do ano passado.

De acordo com a empresa, o resultado foi impactado principalmente, de um IR/CSLL não beneficiado pela dedutibilidade do JSCP da base de cálculo dos impostos, uma vez que não houve distribuição desta natureza no trimestre.

O Lucro por Ação (LPA) foi de R$ 0,16 ante os R$ 0,20(Normalizado) no mesmo período de 2019.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

O resultado financeiro foi uma despesa de R$ 244 milhões, uma redução de 26,9%.

Os custos e despesas operacionais totalizaram R$ 2,314 bilhões no trimestre, aumento de 3,2% na comparação ano a ano.

Conforme a TIM, a alta é majoritariamente explicada pelos efeitos não recorrentes contabilizados no terceiro trimestre de 2019 relacionados a créditos fiscais (impacto positivo de R$ 75 milhões) relacionados à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS; e revisão do prognóstico de perdas para contingências cíveis, perdas contratuais e serviços jurídicos (impacto negativo de 38,1 milhões).

O que você verá neste artigo:

Ebitda

O lucro antes de juro, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) somou R$ 2,073 bilhões, uma elevação de 0,8% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

A margem Ebitda atingiu 47,3% no período, 0,2 pontos percentuais na comparação aual.

De acordo com a TIM, as principais alavancas para este desempenho foram a retomada do crescimento da receita de serviços móveis, a manutenção de crescimento da receita de serviços fixos, refletindo a aceleração da TIM Live e aprofundamento de iniciativas estruturais para controle de custos/despesas.

Receita

A receita líquida atingiu R$ 4,387 bilhões no período, um aumento de 1,2% na comparação ano a ano.

A receita de serviços subiu 1,3% no terceiro trimestre, totalizando R$ 4,206 bilhões.

Já a receita de serviço móvel somou R$ 3,935, alta de 0,4% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

refletindo principalmente a recuperação no segmento pré-pago, com o aumento gradual no número de clientes recarregadores no segmento, influenciado positivamente pela reabertura da economia na maior parte das cidades brasileiras

Enquanto a receita do serviço fixo subiu 16,4%, atingindo R$ 272 milhões.

De acordo com a empresa, esta performance reflete o crescimento da TIM Live, que cresceu 29,1% no trimestre e já representa aproximadamente 60% da receita de serviço fixo.

Investimentos

A empresa investiu R$ 850 milhões no segundo trimestre de 2020, retração de 8% na comparação com a base anual.

Conforme a TIM, a queda é explicada, principalmente, pela reavaliação de projetos que estavam inicialmente planejados.

Os aportes foram destinados para infraestrutura (91%do total), principalmente a projetos de TI, tecnologia 4G através do 700MHZ, rede de transporte e expansão do FTTH (que recebeu aproximadamente 16% do total dos investimentos realizados no trimestre).

Dívida

A dívida líquida da TIM encerrou o segundo trimestre em R$ 6,178 bilhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebtida ajustado, ficou em 0,74 vez no final do trimestre.

Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.