TIM (TIMP3) mantém investimentos e pretende adquirir a Oi (OIBR3)

Osni Alves
Jornalista | osni.alves@euqueroinvestir.com
1

Crédito: Dean Moriarty por Pixabay

Uma das principais operadoras de telefonia móvel do país, a Tim (TIMP3) registrou resultado positivo em seu balanço, mas o volume do pré-pago e a base móvel caíram. A companhia está em um movimento de aquisição e pode adquirir a Oi (OIBR3).

Diretor-presidente da Tim Brasil (TIMP3), Pietro Labriola disse que a empresa está fazendo due diligence em ativos da rival Oi (OIBR3) e busca parceiro para impulsionar a expansão da rede fibra da empresa em residências no país.

Já as quedas tanto no pré-pago quanto na base móvel ocorreram por conta do coronavírus.

Isso porque com as medidas de isolamento, o volume de recargas caiu. “Num primeiro momento, as vendas baixaram 25%, e depois marcou posição em menos 10%”, disse.

Ele conversou com analistas e jornalistas na manhã desta quarta-feira (6) por meio de teleconferência.

A pandemia também teve grande impacto na base móvel de clientes, que encolheu 4,1% nos três primeiros meses do ano em relação a igual período do ano passado.

Veja o desempenho da TIMP3 na Bolsa:

Fonte: tradingview.

Outros indicadores

Outros indicadores, porém, vieram positivos. No segmento de pós-pago, houve expansão de 5,3% no volume de clientes. A companhia tem pouco menos de 53 milhões de usuários.

A Tim reportou lucro líquido de R$ 164 milhões no primeiro trimestre, aumento de 8,3% na comparação com igual período do ano passado.

Por conta dos resultados apresentados, a operadora chegou a ver seus papéis subirem até 5% na Bosa, hoje.