TikTok: Trump aprova acordo e app não será banido dos EUA

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Foto: Divulgação

O presidente Donald Trump deu o sinal verde para o acordo entre a ByteDance e a Oracle para que o app TikTok continue operando nos Estados Unidos.

A preocupação com o possível vazamento de dados para o governo chinês, de acordo com o mandatário norte-americano, faz parte do passado, e o negócio que assegurou a permanência do aplicativo nos EUA foi “abençoado” por Trump.

“A segurança será 100%. Conceitualmente, é um bom negócio para os Estados Unidos. Dei minha benção ao acordo”, afirmou o presidente.

TikTok abrirá vagas de emprego no Texas

Trump revelou, durante a conversa com os jornalistas, que a TikTok, atualmente com escritórios em Los Angeles, abrirá 25 mil vagas de emprego no Texas.

Segundo a Bloomberg, Oracle e Walmart controlarão 20% da TikTok e a empresa deverá contribuir com aproximadamente US$ 5 bilhões para um fundo de educação, a pedido do próprio Trump.

“A parceria resolverá as preocupações de segurança da administração dos EUA e resolverá questões sobre o futuro da TikTok nos Estados Unidos”, comentou um porta-voz da TikTok, ao site The Verge.

De acordo com o Departamento do Tesouro dos EUA, ainda faltam alguns detalhes para o acordo entre TikTok, Oracle e Walmart ser finalizado.

Em nota, o órgão afirmou que a aprovação está sujeita à entrega da documentação, que é a formalização do acordo ao CFIUS (em português, Comitê de Investimentos Estrangeiros nos Estados Unidos).

TikTok e Oracle serão “parceiros tecnológicos”

Segundo as agências de notícias, o acordo entre TikTok e Oracle fará com que as empresas formem uma “parceria tecnológica”.

A intenção é que o popular app, que conta com mais de 800 milhões de usuários ao redor do mundo, não seja banido dos EUA, como queria o presidente Donald Trump.

Principal preocupação do governo norte-americano, a segurança dos dados da população local aparentemente estará em boas mãos com a parceria.

O motivo é que a Oracle é justamente uma empresa voltada ao mercado corporativo, que oferece soluções de plataformas na nuvem e tem no gerenciamento de bancos de dados uma de suas principais especialidades.

Leia também: O surpreendente e bombástico IPO da Snowflake nos EUA