Tesouro Nacional: Como aplicar e o que você precisa saber sobre o investimento

Weslley A. Santos
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução / Tesouro Nacional

O Tesouro Nacional é o caixa do Brasil. Em soma, a Secretaria do Tesouro Nacional é quem administra e contabiliza o Tesouro Nacional, além de desempenhar diversas outras funções de extrema importância. 

A Secretaria do Tesouro Nacional

A Secretaria do Tesouro Nacional foi criada em 10 de março de 1986. Desse modo, assim que criada, assumiu atribuições outrora pertencentes ao Banco Central e Banco do Brasil S/A.

Além disso, a STN criou a Conta Única do Tesouro do Banco Central (Bacen), que antes era a conta Movimento do Governo, no Banco do Brasil.

Atualmente, a Secretaria do Tesouro Nacional  é o órgão central do Sistema de Administração Financeira Federal e do Sistema de Contabilidade Federal. 

Em outras palavras, a STN é responsável pela administração do Tesouro Nacional e por sua contabilidade. Contudo, é importante destacar que suas funções são bem mais amplas e complexas.

Missão da Secretaria do Tesouro Nacional

A sua missão, é “gerir as contas de forma eficiente e transparente, zelando pelo equilíbrio fiscal e pela qualidade do gasto público”, segundo seu site oficial,

O Secretário do Tesouro Nacional

mansueto-almeida-jr

Reprodução / Agência Senado / Flickr

Com formação em Economia pela Universidade Federal do Ceará e mestre na mesma área pela USP, Mansueto Facundo de Almeida Jr. é o atual Secretário do Tesouro Nacional, de acordo com o site oficial.

Além disso, a Secretaria do Tesouro Nacional está subdividida em 6 Subsecretarias: de Assuntos Corporativos, de Política Fiscal, da Dívida Pública, de Relações Financeiras e Intergovernamentais, de Planejamento e Estatísticas Fiscais e de Contabilidade Pública.

Nessa lógica, não se faz necessária a compreensão de cada subsecretaria, mas é interessante saber de sua existência.

Atribuições do Tesouro Nacional

O Tesouro Nacional possui algumas atribuições de suma importância, mas compreender cada uma delas para o intuito deste artigo faz-se desnecessário.

Desse modo, as atribuições são as seguintes: política fiscal, programação financeira, estatísticas fiscais, tesouro direto, dívida pública federal, contabilidade governamental, empresas estatais, entre outras.

Assim sendo, as duas atribuições em negrito, isto é, o tesouro direto e a dívida pública federal, são as mais importantes para nós, investidores.

Em outras palavras…

A fim de simplificar a compreensão, podemos resumir o Tesouro Nacional como uma espécie de banco do país

Dessa forma, o Tesouro administra o dinheiro que entra nos cofres públicos e cuida de diversas outras questão de importância imensurável.

Nesse sentido, podemos citar como outras funções importantíssimas a administração e o controle das operações de créditos em estados e municípios, a avaliação e monitoramento de projetos públicos e diversas outras.

Somado a isso, vale destacar um dos pontos de maior relevância: o gerenciamento da dívida pública.

Nesse sentido, a dívida pública é o valor devido por todos os estados, municípios, estatais e pela própria União em empréstimos e financiamentos. Além disso, é onde investimos quando compramos um título do tesouro direto.

 

Tesouro direto

tesouro-direto

A partir do momento em que se fala de dívida pública, diretamente fala-se do Tesouro Direto. Nessa perspectiva, tal qual um banco emite um CDB para arrecadar recursos, o Tesouro Nacional emite títulos para financiar a dívida pública.

Dessa maneira, ao comprar ou investir em um título do tesouro você está diretamente investindo ou comprando uma parcela da dívida pública interna brasileira

Logo, o dinheiro arrecadado com esses investimentos é utilizado para financiar a dívida pública, a educação, a saúde e a infraestrutura do país.

Simplificando, quando se investe no Tesouro Direto você está diretamente investindo em seu país.

Tesouro Direto x Tesouro Nacional: qual a diferença?

Para simplificarmos ao máximo, basta pensar no tesouro nacional como um banco. Desse modo, o Tesouro Nacional emite os títulos do tesouro direto para financiar diversos projetos públicos.

Portanto, a maior diferença entre ambos está exatamente nessa relação. Assim, os títulos do Tesouro Direto são emitidos pelo Tesouro Nacional, é de certa forma uma relação de subordinação.

Tesouro direto: como investir?

O Tesouro Direto é considerado o investimento mais seguro do Brasil, pois, como dito, você está investindo em seu país. Dessa forma, a única chance de perder o seu dinheiro seria se o Brasil falisse, o que é bem pouco provável, esperamos.

XP Investimentos: o primeiro passo para investir

Em um primeiro momento, é necessário que tenha conta em uma corretora para que possa investir no tesouro e a XP Investimentos é uma excelente opção.

Não há cobrança de taxas de corretagem ou qualquer outro valor por parte da corretora em cima deste investimento.

Tesouro direto prefixado e pós-fixado

Dentro da XP Investimentos, na plataforma de tesouro direto, você verá diversas opções de investimentos, algumas atreladas a índices e outras não.

Dessa forma, um investimento prefixado é aquele em que se sabe o valor que irá receber assim que aplica o seu dinheiro. 

Assim sendo, os títulos prefixados do tesouro direto são aqueles em que não há nenhuma relação direta com algum índice como IPCA e Selic. Logo, quando investe em um desses títulos, sabe o valor exato que resgatará em seu vencimento.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Vale lembrar que se vender o título antes do vencimento, poderá perder dinheiro ou ganhar, tudo depende da atual situação do mercado.

Já os títulos pós-fixados são aqueles em que não se sabe o valor exato que resgatará em seu vencimento. 

Assim, no Tesouro Direto, esses títulos estão atrelados a inflação (IPCA+) ou a taxa Selic. Dessa maneira, ambos índices não são fixos, um belo exemplo disso é a variação de ambos nos últimos tempos.

Devido a isso, não há como saber quanto irá resgatar exatamente, se tiver uma boa experiência de mercado pode até especular, mas não saberá ainda sim. 

Entretanto, vale salientar que esses títulos dificilmente perderão para inflação, ou seja, a chance de seu dinheiro se desvalorizar é mínima.

Não obstante, os títulos prefixados podem acabar ficando abaixo da inflação, caso ela aumente antes do vencimento do título. Assim, caso isso ocorra, seu dinheiro irá desvalorizar-se e você não irá necessariamente ter um ganho.

Se considera um investidor conservador? Então você está em risco de extinção!

O cenário econômico virou do avesso e o país já não é mais o mesmo.

As taxas de juros caíram à níveis jamais vistos no Brasil desde o final do governo Militar (imagem abaixo) e levaram os rendimentos de Renda Fixa para próximo de Zero (ou negativos no caso da poupança).

Italian Trulli

A nova equipe econômica está incentivando novos investimentos no país, e com isso já não é mais possível ganhar dinheiro confortavelmente na poupança e em CDBs comuns. Por isso, estamos declarando a Extinção do Investidor Conservador.

Se você faz parte dessa espécie de investidor que está em risco de extinção, confirme seus dados no formulário abaixo e fale com nossa equipe. Vamos te ajudar, sem dor e sem custo.