Tesouro IPCA apresenta alta nesta segunda-feira

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Nesta segunda-feira (23), o Tesouro IPCA apresentavam alta nesta tarde. O movimento retrata as revisões para cima das expectativas do mercado financeiro para retomada do crescimento e a inflação.

Após à disparada dos preços da carne, a projeção do IPCA passou de 3,86 para 3,98% em 2019, conforme relatório Focus.

PIB brasileiro cresceu de 1,12% para 1,16% neste ano, e para 2020 a revisão foi de 2,25% para 2,28%.

A Selic se mantém em 4,50% em 2020, com elevação na projeção de 2021, de 6,13% para 6,25% ao ano.

O Tesouro IPCA 2024 remunerava 2,44% ao ano, ante 2,43% no começo do dia. O interessado podia aportar no mínimo 58,50 para aplicar no título, ou adquirir integralmente R$ 2.925,41.

Os títulos com vencimentos em 2035 e 2045, passaram de 3,45% para 3,46%.

No entanto, os títulos prefixados operavam em queda. O Tesouro Prefixado 2025 remunerava 6,57% ao ano, ante 6,59% ao ano. Já o retorno do Tesouro Prefixado com juros semestrais e prazo em 2029 cedia de 6,96% para 6,93% ao ano.

No cenário internacional, o ministro de Finanças da China informou que o país cortará tarifas de importações sobre 850 produtos a partir de 1º de janeiro. Enquanto isso, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que teve conversas “muito boas” com o presidente da China, Xi Jinping, sobre a chance de assinarem a primeira fase do acordo comercial entre os dois governos no começo de janeiro.

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.