EconomiaInvestimentosNotícias

Tesouro Direto registra venda de títulos superior ao valor dos resgates em mais de R$ 800 milhões em setembro

Anúncio feito pelo governo federal aponta alta na venda de títulos públicos em relação ao valor dos resgates.

Avalie este artigo!
vale a pena investir no tesouro direto1 1024x683 - Tesouro Direto registra venda de títulos superior ao valor dos resgates em mais de R$ 800 milhões em setembro
Crédito da imagem: Reprodução/Internet

O governo federal anunciou que a venda de títulos públicos por meio do Tesouro Direto ultrapassou o valor dos resgates ao longo do mês de setembro. No total, as vendas de títulos somaram R$ 1,761 bilhão, já os resgates foram estimados em R$ 922 milhões, ou seja, uma diferença de R$ 839 milhões.

A criação do Tesouro Direto ocorreu ainda no ano de 2002 e, desde então, milhares de pessoas físicas de todas as partes podem adquirir títulos da dívida pública por meio da internet.

Com o resultado do mês de setembro, o governo federal comemora o quarto mês seguido em que o número de títulos emitidos superou o valor resgatado pelos investidores.

Nos momentos de tensão dos mercados, o valor dos juros que são pagos pelo governo brasileiro sobre os títulos públicos sobe em relação aos papéis prefixados. Assim, quem adquire um desses títulos conta com o benefício de receber uma melhor remuneração pelo mesmo.

Saldo

O saldo total (estoque) de títulos no mercado alcançou um acumulado de R$ 51,6 bilhões em setembro, isso se considerada a emissão líquida de títulos do Tesouro Direto nesse mês. Trata-se de uma alta de 2,32% em relação ao mês de julho, período em que o saldo foi de R$ 50,4 bilhões.

De acordo com informações do Tesouro Nacional, os títulos que são renumerados por índices de preço são os que possuem maior volume no estoque (59,4%). Logo em seguida estão os títulos que são indexados à Selic (25,1%). Por último estão os títulos prefixados (15,4%).

Investidores

Dados do Tesouro Nacional apontam que 133.877 novos investidores fizeram o cadastro no Tesouro Direto somente em setembro deste ano. Assim, o número de investidores cadastrados atingiu o patamar de 2.660.585, número que representa um aumento de 60% somente nos últimos doze meses.

Entre os investidores ativos houve uma variação de 28,5% no acumulado de setembro de 2017 ao mesmo mês em 2018. Em números, cerca de 696.514 investidores estão ativos e, no último mês, esse número cresceu em 31.911 investidores.

Uma pausa para o teste de perfil…

Descubra se você é um investidor conservador, moderado ou arrojado!

O teste é rápido e de graça!

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

pilhas moedas 1920 1024x293 - Tesouro Direto registra venda de títulos superior ao valor dos resgates em mais de R$ 800 milhões em setembro

Gerente virtual

Nas últimas semanas, o governo federal fez um anúncio em que aponta mudanças no aplicativo do Tesouro Direto. O serviço passou a contar com novas funções, como a possibilidade de realizar simulações sem que seja necessário a realização de um cadastro previamente. Outra novidade é a possibilidade de compartilhar os resultados das simulações diretamente via redes sociais. O aplicativo também ganhou uma espécie de gerente virtual, ou seja, um personagem que tem por objetivo aproximar os potenciais investidores do programa.

Somadas, essas funcionalidades permitem aos usuários conhecer o processo de investimentos no Tesouro Direto, desde a simulação até a escolha do melhor título de acordo com o perfil de cada investidor.

Comentário do Assessor de Investimentos

(por Mariel Macelai)

Essa notícia me parece ser o reflexo de dois fatores. O primeiro é a questão da tecnologia e a propagação da informação. Cada vez mais, com um conhecimento melhor, as pessoas fogem dos bancos, assim como aconteceu já nos mercados mais evoluídos, como Europa e Estados Unidos. Nos Estados Unidos, 90% das pessoas investem em corretoras, o que é o contrário do Brasil. Aqui, 90% das pessoas ainda investem através de bancos. Mas isso parece estar mudando, justamente por causa da informação. As pessoas estão começando a migrar dos bancos para lugares especializados, como corretoras, e investindo com a ajuda de assessores de investimentos, que acabam tendo acesso a produtos melhores e oferecem um atendimento especializado.

O segundo fator, é a questão de o Brasil estar cada vez com uma taxa de juros mais condizente com seus pares, nós estamos com a Selic mais baixa da nossa história. Então, aquela pessoa que tinha com muita facilidade no banco 1% no passado, hoje não tem mais, e aí, acaba tendo que fugir para investimentos mais sofisticados, como o Tesouro Direto. Quando eu digo sofisticado, não necessariamente tem mais risco. Por exemplo, o Tesouro Direto é o investimento mais seguro que existe, até os bancos quando emprestam dinheiro um para o outro, usam o Tesouro Direto como lastro, como garantia para o empréstimo.

Todo esse movimento das pessoas aplicando no Tesouro Direto é muito legal porque mostra uma evolução. Mas, tem muita gente que está investindo sem entender direito os riscos do Tesouro Direto. O Tesouro Direto, quando falamos em crédito, é o investimento mais seguro da economia brasileira, mais seguro que Poupança, mais seguro que CDB, do que Ações. Ou seja, se eu emprestar meu dinheiro para o governo, é muito certo que lá no vencimento do título, eu vou ter a taxa contratada.

Só que existe um “porém” muito importante: no meio do caminho, o Tesouro Direto é precificado a mercado, isso significa que se for sair antes do vencimento você pode sair com rentabilidade negativa.

Assim, dependendo da situação, esse título pode estar mais caro, ou mais barato. Se a pessoa for ficar com o título até o vencimento, não tem problema nenhum, mas no meio do caminho essa pessoa vai ver oscilação, o que é normal. Nesse caso, vai do investidor realmente entender esse produto, e ter um profissional ajudando no acompanhamento.

Quer conversar com o Assessor de Investimentos Mariel Macelai? Preencha o formulário abaixo com seus dados pessoais para que ele entre em contato com você! Se preferir, mande um e-mail: mariel.macelai@euqueroinvestir.com

Tags

Késia Rodrigues - Colaboradora Independente

Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por literatura, viagens, tecnologia e finanças.

Artigos Relacionados

Close