Governo estuda reformular e ampliar o Tesouro Direto

Juliana Gusmão
null

Crédito: Reprodução/Sunoresearch

Focado em investimentos a longo prazo, e de baixo custo, governo estuda ampliação do Tesouro Direto. Secretário do Tesouro Nacional, Manuseto Almeida fez a declaração durante evento Brasil Financial Summit, em São Paulo. A proposta precisa ser discutida com o ministro da economia, Paulo Guedes. Ainda não existe data para o início da ampliação.

Segundo Manuseto, a atual situação econômica do país pede investimentos a longo prazo. Como resultado dos juros baixos e inflação controlada, o interesse na segurança do investimento pode ser primordial.

O Tesouro Direto, diz ele, precisa se reformular, sobretudo com aplicação de longo prazo. Essa aplicação é encontrada em bancos, a ideia é oferecer produto semelhante, com efeito de baixo custo. “Hoje você só encontra esse produto em banco, seria uma forma de oferecer produto semelhante, com custo muito baixo, para qualquer pessoa que vai aplicar diretamente, via computador ou celular”, explicou o secretário.

Esse investimento pode ser o primeiro passo para quem busca sair da caderneta de poupança. Ainda assim, muitos investidores experientes o escolhem. Ao mesmo tempo que é uma estratégia de diversificação, é segura. Ainda mais que, o valor mínimo para investir, é convidativo.

Manuseto afirma não ter data específica para a modificação. Em contrapartida, afirma que a possibilidade da alteração ocorrer em 2020 é grande.

Saiba o que é Tesouro Direto

O tesouro direto permite que pessoas físicas comprem títulos públicos emitidos pelo Governo Federal. É como um empréstimo para o governo, você investe o seu dinheiro, e recebe de volta acrescido de juros. Visto que isso ocorrerá na data do vencimento que foi definida no momento da compra. A partir de 30 reais você poderá realizar o investimento. Pelo Governo Federal ser o emissor, os riscos desse investimento são muito baixos. O euqueroinvestir.com preparou um guia para que você entenda como investir no Tesouro Direto

 

 

LEIA MAIS:

Tesouro Nacional realiza captação de recursos no exterior

Em meio à crise, governo anuncia pacote de reformas