Tesouro Direto: taxas de títulos registram queda nesta segunda-feira

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

As taxas dos títulos do Tesouro Direto registraram queda nesta segunda-feira (30) em relação ao fechamento da sessão anterior (27).

Não houve nenhuma alta, apenas o Tesouro Selic se mantém estável.

  • Confira as variações do Tesouro hoje:
TesouroInvestimento MínimoTaxa (% a.a.) 27/11/2020Taxa (% a.a.) 30/11/2020Variação (p.p.)
Prefixado 2023R$ 36,075,12%5,09% -0,06
Prefixado 2026R$ 34,877,42%7,35% -0,07
Prefixado 2031 juros semestraisR$ 35,487,93%7,88%-0,05
Selic 2025R$ 106,420,22%0,22%0,00
IPCA + 2026R$ 57,572,94%2,87%-0,07
IPCA + 2035R$ 38,394,05%4,01%-0,04
IPCA + 2045R$ 38,914,05%4,01%-0,04
IPCA + juros semestrais 2030R$ 41,783,39%3,31%-0,08
IPCA + juros semestrais 2040R$ 43,334,04%4,02%-0,02
IPCA + juros semestrais 2055R$ 44,834,23%4,20%-0,03

Cenário

Os mercados globais operam no último dia de novembro (30) no terreno negativo, após uma abertura mista.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

No Brasil, o Ibovespa abriu em queda de 0,13%, aos 110.427 pontos.

Boletim Focus, do Banco Central, trouxe nova alta para o IPCA de 2020, de 3,45% para 3,54%, enquanto a projeção de queda do PIB se manteve estável, em 4,5%.

Com o desfecho das eleições, deve ter prosseguimento a pauta econômica que seguia travada no Congresso. No entanto, as sucessões na Câmara e no Senado podem politizar o debate.

No domingo, o presidente Jair Bolsonaro fez afirmações que podem agradar ao mercado. Ele elogiou o ministro Paulo Guedes e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. E ainda afirmou que continua valendo o que disse um tempo atrás: “quem falar em Renda Cidadã, leva cartão vermelho”, sobre um possível novo programa assistencial, mais generoso que o Bolsa Família.

“A economia está na mão dele (Guedes), assim como a Agricultura nas mãos da (ministra) Tereza Cristina”, afirmou. E complementou: “O Roberto Campos, do Banco Central, quando faz reunião conosco é uma coisa excepcional”, disse. “O Banco Central vai ser independente, para não haver risco de interferência política”.

Confira aqui a agenda de eventos da semana.

O dólar opera em queda de 0,54%, cotado a R$ 5,31.