Tesouro Direto: taxas dos títulos têm alta nesta terça-feira (21)

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Canva - Crescimento de Capital

As taxas dos títulos do Tesouro Direto registraram alta nesta terça-feira (21) na comparação às oferecidas na segunda-feira (20).

A maioria dos títulos do Tesouro apresentaram correções para cima. Apenas os títulos Prefixado 2023 e IPCA+2026 recuaram nesta terça.

TesouroInvestimento MínimoTaxa (% a.a.) 20/07/2020Taxa (% a.a.) 21/07/2020Variação (p.p.)
Prefixado 2023R$ 36,29 4,08%4,06%-0,02
Prefixado 2026R$ 36,39 6,00%6,01%+0,01
Prefixado 2031 juros semestraisR$ 37,586,55%6,59%+0,04
Selic 2025R$ 106,520,03%0,03% 0,00
IPCA + 2026R$ 57,752,25%2,24%-0,01
IPCA +2035R$ 39,013,58%3,63%+0,05
IPCA + 2045R$ 41,003,58%3,63%+0,05
IPCA + juros semestrais 2030R$ 42,502,89%2,93%+0,04
IPCA + juros semestrais 2040R$ 44,563,63%3,67%+0,04
IPCA + juros semestrais 2055R$ 46,853,80%3,84%+0,04

Cenário Interno

Ibovespa futuro abriu a terça-feira em alta de 0,90%, aos 105.215 pontos, em linha com o mercado externo. Ontem, o Ibovespa teve ganhos de 1,49%, batendo nos 104.426,37 pontos.

No exterior repercutem as notícias sobre as vacinas e o acordo europeu de socorro financeiro aos países da União Europeia mais atingidos pela pandemia.

No Brasil, hoje é o Dia D para a entrega do texto da Reforma Tributária pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele prometeu entregar em mãos a proposta para o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

O dólar mantém a trajetória de queda de ontem e abre em baixa de 0,72% nesta terça-feira (21), cotado a R$ 5,3040, repercutindo os avanços das vacinas contra o coronavírus.