Tesouro Direto apresenta vantagens sobre a Previdência Privada

Juliana Gusmão
null

Crédito: Imagem/reprodução/ig

O tesouro Direto é uma das melhores aplicações de renda fixa existentes no mercado. Com isso, se você ainda não investe em títulos públicos, é provável que esteja deixando de ganhar um bom dinheiro com seus investimentos. Além de rentável, ele é seguro, tendo em vista que são títulos emitidos pelo Governo Federal. Posteriormente, outro investimento muito utilizado é a previdência privada. Sobretudo, ela é é uma modalidade de aplicação financeira. Salvo que o principal objetivo da previdência é garantir uma renda mensal no período em que você quer parar de trabalhar. Seja por algum motivo especial, ou simplesmente deseja se aposentar.

Agora que já expliquei um pouco sobre os dois tipos de investimento, vou esclarecer uma duvida que pode estar rodeando sua cabeça. Afinal, vale a pena resgatar da previdência privada para investir no Tesouro Direto? Vamos entender como funciona o resgate da previdência privada.

Resgate da previdência privada

É possível sacar o dinheiro de uma vez só, ou receber o valor em parcelas mensais. Contudo, sendo a previdência privada uma alternativa ou um complemento ao INSS, ela é um investimento a longo prazo. Porém, planos de previdência tem taxas de carregamento na saída, e podem ser prejudiciais para o seu patrimônio.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a opções de investimentos de acordo com seu perfil. Invista em suas Escolhas

Em sumo, o maior vilão da previdência são as taxas. Em geral, são mais altas do que outras modalidades de investimento, e podem ser variadas.

Você pode resgatar o dinheiro da sua previdência através de três formas: Recebimento integral. Recebimento mensal temporário. E recebimento mensal vitalicio.

Vale a pena migrar da previdência privada para o Tesouro Direto?

A resposta é sim. Diante do que foi explicado, se compararmos os fundos de previdência voltados essencialmente para a renda fixa, com os títulos do Tesouro, levando em conta fatores como: a simplicidade, taxas cobradas e possibilidade de retorno, certamente os títulos do Tesouro levarão vantagem.

BCE anuncia corte de juros e pacote para estimular economia  

Títulos públicos ainda são uma boa opção?