15 termos contábeis que você deve saber

Mateus de Moura Oliveira
Contador, graduando em Direito, especialista em Metodologia do Esino Superior e Contabilidade Tributária. Amante de temas que envolva tributos.

Crédito: Imagem de Arek Socha por Pixabay

A contabilidade é uma área do conhecimento fundamental às empresas pois, ao organizar e classificar todas as operações, consegue visualizar a situação do patrimônio em um determinado período, conhecer termos contábeis é fundamental para ter uma melhor noção quanto a realidade da empresa.

Utilizando esses dados permite identificar-se a situação econômico-financeira, e a partir daí planejar estratégias para melhor colocar a empresa no mercado.

Embora tenha um maior uso gerencial, as informações geradas pela contabilidade interessa também a investidores, principalmente àqueles que atuam no mercado de ações, já que através dela toma conhecimento sobre a situação econômico financeira do negócio.

Diante disso, relacionamos alguns termos contábeis que todo investidor deve saber ao acompanhar os relatórios financeiros da impresa onde tem dinheiro alocado, para que possa ter mais segurança nos seus investimentos.

1 – Amortização

Trata-se na redução do débito a partir de pagamentos periódicos.

Para melhor ilustrar, ela ocorre quando se paga as parcelas de um financiamento.

Lembre-se que no boleto do parcelamento nem sempre todo valor será relativo à amortização, já que parte dele representa os juros cobrados na operação.

2 – Lucros e prejuízos

De forma simplificada, os lucros ou prejuízos de uma empresa são apurados periodicamente ao se confrontar as receitas, despesas e custos ocorridos no período.

Quando as receitas superam os custos e despesas, estamos diante de uma situação de lucro, caso seja igual, estamos diante de um ponto de equilíbrio, em que não houve ganhos nem perdas, caso as receitas tenham sido menores, houve situação de prejuízo.

Essa apuração fica mais clara na DRE (Demonstração do Resultado do Exercício), já que nela são informados os totais por contas.

Após a apuração, o saldo é transportado para respectiva conta do Patrimônio Líquido, no Balanço Patrimonial.

3 – Balanço Patrimonial

O termo contábil “Balanço Patrimonial” é uma demonstração cujo objetivo é posicionar a situação financeira e econômica de uma entidade em um determinado exercício.

Nele ficam evidenciadas todos os bens, direitos e todos as outras destinações realizadas com os recursos da entidade.

No Balanço Patrimonial encontramos os saldos das obrigações que a empresa tem com terceiros, seja governos, sócios, instituições financeiras ou fornecedores.

4 – Exercício Financeiro

É o período usado para apurar a movimentação econômico-financeira de uma entidade.

De acordo com o artigo 34 da Lei Federal nº 4.320, de 17 de março de 1964 ele deve coincidir com o ano civil.

5 – Patrimônio Líquido

De forma geral, esse grupo de contas informa os totais que são devidos aos sócios e acionistas.

Exemplo de contas que compõem o Patrimônio Líquido:

  • capital social;
  • reservas de capital;
  • ajuste de avaliação patrimonial;
  • reservas de lucros;
  • prejuízos acumulados.

6 – Depreciação

Sabemos que a maioria das construções humanas com o tempo se deterioram.

Até a maiores estruturas não são eternas, elas podem se danificar pelo próprio decurso do tempo

Isso também acontece com imóveis, máquinas e equipamento, que mesmo possuindo uma infraestrutura mais forte se estraga naturalmente ou mesmo devido ao seu uso constante, depreciando.

O termo contábil “depreciação” é justamente isso, o entendimento de que o imóvel se desgasta com o tempo e o reconhecimento dessa situação nos demonstrativos contábeis.

Por conta disso, o governo estipulou uma vida útil dos imóveis e ela deve ser reconhecida periodicamente, em conta específica do Ativo, com o objetivo de se aproximar ao máximo do real valor dos bens da empresa.

7 – Tributo

Tributos, de acordo com o art. 3º do Código Tributário Nacional, é:

… é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada.

Eles são importantes para financiar as atividades do Estado na promoção de saúde, educação e segurança pública, dentre outras.

8 – Ativo

Total de bens, direitos e obrigações de uma empresa.

O termo contábil “Ativo” deve vir discriminado no lado esquerdo do Balanço Patrimonial.

Seu valor deve ser o mesmo do somatório do Passivo com o Capital Social.

9 – Passivo

Consiste no valor das obrigações que o ente possui junto a terceiros.

O Passivo deve ser discriminado do lado direito do Balanço Patrimonial.

Compreende débitos como impostos, dívidas com fornecedores, e empréstimos e financiamentos contratados.

10 – Termo contábil: EBITDA 

O termo contábil “EBITDA” é a sigla para a expressão inglesa Earning before interest, taxes, depreciation and amortization.

Em tradução livre, temos: Lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização.

Dessa maneira, pode-se ter uma visão mais clara sobre qual o valor gerado pela empresa em suas atividades operacionais, já que dos seus cálculos são excluídos empréstimos, financiamentos e impostos.

11 – Regime de Caixa e Competência

As receitas e despesas podem ser reconhecidas de duas maneiras diferentes.

A primeira é no momento em que ocorrem, ou seja, a data em que a compra é realizada ou a venda efetivada. Ela é chamada de regime de competência.

Sabendo que nem todas compras e vendas são pagas no momento em que ocorrem, existe outra forma de reconhecimento que leva em consideração o período em que houve o recurso saiu do caixa, ou seja, regime de caixa.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

13 – Demonstração do Resultado do Exercício

Serve para identificar se no período houve lucro ou prejuízo.

Na Demonstração do Resultado do Exercício se totalizam as contas de despesas, receitas e custos.

Ela é importante pois também permite saber quais as atividades da companhia estão consumindo mais recursos e ajuda identificar gargalos.

14 – Capital Social

É valor investido pelos sócios para constituir a empresa.

O termo contábil Capital Social é o dinheiro usado para adquirir equipamentos, imóveis, custear as atividades iniciais, quando a empresa ainda não estiver operando.

Seu saldo deve ficar em conta específica do Patrimônio Líquido.

15 – Imobilizado

Refere-se ao valor dos imóveis que são da propriedade da empresa.

São exemplo de imobilizados: prédios, terrenos, maquinários usados na linha de produção e automóveis.

Por que você precisa saber o significado do termo contábil envolvido na demonstração analisada?

Os termos contábeis trazidos são utilizados nos demonstrativos que as empresas utilizam para expôr sua situação econômico-financeira, inclusive as que têm capital aberto.

Quem investe no mercado acionário deve consultar periodicamente essas declarações, pois através delas é possível identificar como anda a saúde financeira da empresa.

Empresas de capital aberto estão obrigadas a informar sua posição econômico-financeira através de declarações contábeis, isso passa mais confiança para investidores.

Portanto, quem atua no mercado acionário precisa acompanhar essas informações, já que elas servem como uma garantia a mais da saúde financeira do negócio,

Dessa forma, é essencial o conhecimento de alguns termos contábeis, como os aqui relacionados.

 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374