Tenda (TEND3): vendas líquidas crescem 60% na comparação anual

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

A Tenda (TEND3) divulgou nesta quinta-feira (15) sua prévia operacional do 1TRI21. A empresa registrou vendas líquidas de R$ 703,9 milhões, alta de 60% na comparação anual. Mas queda de 12% t/t.

Segundo a empresa, este foi o melhor primeiro trimestre da companhia em termos de lançamentos que atingiram R$ 610,3 milhões (+269% a/a) e -31% t/t.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

Foram 10 lançamentos, dos quais seis projetos foram lançados na região metropolitana de São Paulo que juntos representam 70% do VGV total do trimestre, elevando em 1,2% a/a e 3,8% t/t o preço médio por unidade.

Vendas brutas atingiram R$  812,2milhões (+50%  a/a  e -5%  t/t) comVSO  bruta  de36,4%  (+5,1p.p.a/a  e  +1,4p.p.t/t).

O banco de terrenos da Tenda foi de R$ 11,5 bilhões (+9% a/a e +5% t/t) adquirindo R$ 1,1 bilhão nesse trimestre.

“Adquirimos R$ 1,1 bilhão concentrando 45,7% desse volume em São Paulo, reforçando o compromisso estratégico de aumentar nossa participação nessa praça”, diz a Tenda.

Foram entregues 1.884 unidades no trimestre (+1,5% a/a e -31% t/t) e a empresa encerrou o trimestre com 94 obras em andamento (+40% a/a e +3,3% t/t).

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.