Tenda (TEND3) informa sobre aumento de participação do Itaú (ITUB4); Eneva (ENEV3) emite debêntures

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução / Facebook / Tenda

A construtora Tenda (TEND3) informou nesta sexta-feira (26) que o Itaú Unibanco (ITUB4) aumentou sua participação na empresa para 5,40% do total das ações ordinárias.

O montante corresponde a 5.635.979 ações.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

O Itaú declara que não tem o objetivo de alterar a composição do controle acionário ou estrutura administrativa da Tenda.

A compra das ações foi realizada no último dia 24 de junho.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

A TEND3 fechou a sexta-feira valendo R$ 29,52, depois de cair 4,90% em relação ao pregão anterior. No dia da operação, o ativo valia R$ 30,37.

Eneva (ENEV3) conclui emissão de debêntures

A Eneva (ENEV3) comunicou que foi concluído o processo da quinta emissão de debêntures simples, em série única, no valor total de R$ 650 milhões.

O vencimento é dia 15 de junho de 2030.

A amortização é em três parcelas anuais, todas na mesma data, em 2028, 2029 e, finalmente, 2030.

“A liquidação final da operação está prevista para ocorrer em 29 de junho de 2020”, informa a empresa.

“A realização da emissão está sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes usuais em operações desta natureza”, conclui.

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

A Eneva tem um parque de geração térmica com 2,8 GW de capacidade instalada, sendo 78% operacional.

Desses, 1,9 GW à gás natural e 725 MW à carvão mineral.

É a terceira maior empresa em capacidade térmica do país, responsável por 11% da capacidade térmica a gás instalada nacional.

É também a maior operadora privada de gás natural do Brasil, com capacidade de produção de 8,4 milhões de metros cúbicos por dia.

A Eneva opera mais de 50 mil quilÔmetros quadrados de área nas Bacias do Parnaíba (MA) e do Amazonas (AM), segundo informa a própria empresa em seu site.