Tem tudo para dar Bolsonaro e PT no segundo turno, diz consultoria de risco político

As pesquisas eleitorais divulgadas nos últimos dias reforçaram o nome de Jair Bolsonaro (PSL) como líder na disputa pela Presidência da República em cenários em que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não aparece. As mesmas pesquisas também reforçam a tendência de um segundo turno entre Bolsonaro e um candidato petista – neste caso, Lula ou o seu substituto, Fernando Haddad. Tal análise foi feita pela Eurasia, consultoria de risco político.

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Para a consultoria, é nítida a força de Lula e o potencial dele de transferir os votos para o substituto na corrida presidencial. Sendo assim, como herdeiro dos eleitores de Lula, Haddad provavelmente chegará ao segundo turno.

Os analistas da Eurasia enxergam uma grande vantagem de Bolsonaro e do PT diante dos outros candidatos, mesmo há dois meses do primeiro turno. Geraldo Alckmin (PSDB) tem o tempo de propaganda eleitoral na televisão a seu favor, porém, pelo pouco desempenho nas pesquisas de intenção de voto, dificilmente o tucano conseguirá “virar” e seguir paro o segundo turno.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Antes de seguir com a notícia…

Que tal descobrir o seu perfil de investidor?

[banner id=”teste-perfil”]

Segundo os especialistas da Consultoria Eurasia, a campanha de Bolsonaro está solidificada. O deputado tem 15% de apoio espontâneo e 70,7% de seus apoiadores garantem que não mudarão o voto até a eleição. Enquanto isso, 33,9% dos apoiadores de Marina Silva dizem não ter certeza do voto, 36,7% dos apoiadores de Alckmin garantem que ainda podem mudar o voto e 37,3% dos apoiadores de Ciro Gomes não tem certeza no voto.

Os dados acima, segundo a Eurasia, refletem numa eleição com dois grandes pontos fortes: Bolsonaro de um lado e a liderança do PT guiada por Lula (que tende a transferir seus votos para Haddad) de outro lado.

A Eurasia destaca o apoio de 32% dos eleitores do Rio Grande do Sul a Lula, segundo a pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, dia 20. Para a consultoria, isso demonstra a força do PT não só no Nordeste. De outro lado, Bolsonaro também tem levado boa parte dos eleitores em estados em que os tucanos venceram na eleição de 2014.