Tem crise vindo por aí? União Europeia barra exportação de frango brasileiro

Patrícia Auth
Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com
1

Foto: img-capa

Uma notícia daquelas no estilo “bomba” foi dada hoje aos produtores de frango do Brasil. Alegando deficiência no sistema de controle sanitário, a União Europeia proibiu 20 frigoríficos brasileiros de exportar frango para o bloco econômico. Com isso, o setor já espera um excesso de oferta no Brasil, tendo como consequência a queda de preços no mercado interno e demissões nos frigoríficos. O nosso país é o maior exportador de frango do mundo e a União Europeia é o principal comprador.

Dívida assustadora

Seguindo a linha de notícia “bomba”, O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou que a dívida global está assustadora, alcança 225% do PIB mundial, superando em 12% o índice de endividamento de 2009. China, Japão e Estados Unidos são responsáveis por mais da metade da dívida global. O diretor de Assuntos Tributários do FMI, Vitor Gaspar,chegou a dizer que, a dívida pública chegou a um nível “não visto desde a Segunda Guerra Mundial”.

Pagamento instantâneo

Na onda da modernidade, o Banco Central pretende autorizar um novo modelo de pagamentos instantâneos no Brasil. A ideia é que as pessoas e empresas possam transferir dinheiro de maneira eletrônica e em tempo real, sem a intervenção do horário bancário. Hoje, isso só acontece entre clientes do mesmo banco. Para outros bancos, o TED só pode ser feito em horário comercial e em dias úteis. Com o novo modelo, as transações também serão autorizadas no fim de semana e com o uso de smartphones.

Descubra novos caminhos para multiplicar seu patrimônio. Aprenda hoje a investir R$ 300 mil com os melhores desempenhos.

[banner id=”teste-perfil”]