Telefônica (VIVT4), Fras-le (FRAS3) e Raia Drogasil (RADL3) pagam proventos

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução Telefônica

A Telefônica (VIVT4) comunicou nesta sexta-feira, 11, o pagamento de Juros Sobre Capital Próprio (JSCP) e dividendos intermediários.

Segundo a Companhia, serão pagos em JSCP o montante bruto de R$ 260 milhões, equivalentes à R$ 0,15401254471 por ação ordinária.

A Telefônica informou ainda o pagamento de dividendos intermediários no valor de R$ 1,2 bilhão, com base no lucro líquido do balanço de 30 de novembro de 2020.

Assim sendo, será pago o valor por ação ordinária de R$ 0,71082712945 em dividendos.

O crédito dos JSCP e dos dividendos serão realizados de forma individualizada a cada acionista, com base na posição acionária do dia 28 de dezembro de 2020. Após esta data as ações serão consideradas “ex-juros”.

O pagamento do provento será realizado até o dia 31 de dezembro de 2021, devendo a data ser definida pela diretoria da Companhia.

Raízen paga juros referente à 5ª emissão de debêntures

A Raízen Energia comunicou o pagamento de juros referente à 5ª emissão de debêntures simples, emitidas em 15 de junho de 2020.

Dessa forma, em 15 de dezembro de 2020 será pago o valor de R$ 30,0080644 em juro por debênture, totalizando o montante de R$ 5,086 milhões.

Fras-le (FRAS3) comunica alteração acionária relevante

A Fras-le (FRAS3) informou que a Dramd Participações e Administração aumentou sua participação na Companhia passando a deter 12,36% do capital da Fras-le.

Com isso a Dramd passa a deter diretamente 26.896.992 ações ordinárias, que, se somadas ao montante de sua controlada Randon, atinge 138.194.251 ações ordinárias, representativas de 63,52% do capital da Fras-le.

Raia Drogasil (RADL3) remunera JCP

O Conselho de Administração da Raia Drogasil (RADL3) aprovou o pagamento de JCP na importância bruta de R$ 47 milhões, correspondente à R$ 0,028494338 por ação.

A remuneração terá como base à posição acionária de 16 de dezembro de 2020.

Já o pagamento será efetuado até o dia 31 de maio de 2021, em data a ser estabelecida pela administração da Companhia.

Bolsa de Valores: quais são as perspectivas para 2021?

Número de mulheres investidoras mais do que dobra na B3