Telefônica Vivo (VIVT3) e Movida (MOVI3) aprovam JCP; Moura Dubeux (MDNE3) emite debêntures

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução Telefônica

A Telefônica Brasil (VIVT3) comunicou que não ocorreram aquisições, alienações ou cancelamentos de ações mantidas em tesouraria no âmbito do programa de recompra de ações da Companhia.

Desse modo, os valores unitários por ação referente aos juros sobre capital próprio (JCP) permanecem inalterados, de modo que será pago o valor líquido por ação ordinária de R$ 0,13608362017.

O crédito do JCP será realizado de forma individualizada a cada acionista, com base na posição acionária ao final do dia 31 de março.

A capital mundial dos investimentos vai invadir sua a casa! Click no link e faça sua inscrição gratuita para o evento

O pagamento do provento será realizado até o dia 31 de julho de 2022, devendo a data ser definida pela diretoria da Companhia.

Movida (MOVI3) aprova JCP de R$ 27 milhões, a R$ 0,0907 por ação

O Conselho de administração da Movida (MOVI3) aprovou o pagamento de JCP aos acionistas detentores de ações da Companhia, com posição acionária em 29 de junho de 2021.

Desse modo, será pago o valor bruto total de R$ 27 milhões, correspondente a R$ 0,090704048 por ação.

A data do pagamento está prevista para o dia 12 de julho de 2021.

Banco do Nordeste (BNBR3) anuncia JCP de R$ 242,1 mi

O Banco do Nordeste (BNBR3) , aprovou o pagamento de JCP no valor de R$ 242,183 milhões, referentes ao exercício de 2020.

Assim sendo, será pago o valor de R$ 2,8195613547 por ação em 12 de abril de 2021.

As ações negociadas até 31 de março farão jus aos JCP, sendo que, a partir de 01 de abril os negócios com ações do banco deverão ser realizados “ex-JCP”.

M. dias (MDIA3) e Carrefour (CRFB3) informam aumento de capital

O Conselho de Administração da M. Dias Branco (MDIA3) aprovou aumento do capital social em R$ 29.714.998,50, sem modificação no número de ações.

Dessa forma, o capital da companhia passou a ser de R$ 2.597.656.478,44.

Já o Carrefour (CRFB3) também aprovou aumento de capital em R$ 390.019,50.

O novo capital social da Companhia após o aumento é de R$ 7.649.116.930,66.

Moura Dubeux (MDNE3) emite debêntures

Os membros do Conselho de Administração da Moura Dubeux (MDNE3) aprovaram a 6ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações.

Serão emitidas até 55.650 debêntures ao preço de R$ 1mil cada, perfazendo o montante de R$ 55,65 milhões.

Os recursos líquidos obtidos pela Companhia por meio da emissão das debêntures serão destinados diretamente ou através de suas controladas, para gastos, custos e despesas ainda não incorridos diretamente atinentes à aquisição, construção, expansão, desenvolvimento e reforma de determinados imóveis e/ou empreendimentos imobiliários.