Telefônica Brasil (VIVT3) celebra acordo para explorar rede de fibra ótica

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução Telefônica

O Conselho de Administração da Telefônica Brasil (VIVT3) celebrou acordo com a Caisse de dépôt et placement du Québec (CDPQ) e com a Telefónica Infra, sediada na Espanha, para a construção, desenvolvimento e exploração de rede de fibra ótica neutra e independente de atacado no mercado brasileiro por meio da FiBrasil Infraestrutura e Fibra Ótica.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

Desse modo, com a transação, a Vivo, a TEF Infra, e a CDPQ vão acelerar a expansão da rede fiber-to-the-home (FTTH) para novas localidades, enquanto capturam valor pela penetração de terceiros.

Acesse esse material especial para avaliar resultados, performance e dividendos dos melhores FIIs no mercado.

O plano de negócios da FiBrasil pretende atingir cerca de 5,5 milhões de domicílios em 4 anos

Quanto à estrutura acionária da nova companhia, a Telefônica Brasil terá 25% do capital social votante, TEF Infra terá outros 25% do capital social votante e a CDPQ deterá os 50% do capital social votante remanescentes.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

A CDPQ está investindo um total de até R$ 1,8 bilhão (CA$ 408 milhões) nesta joint venture, incluindo pagamentos primários e secundários

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

O plano de implantação da fibra é totalmente financiado por meio do investimento da CDPQ e uma nova dívida que será levantada pela FiBrasil

Cogna (COGN3) anuncia aquisição da SEL, pela Vasta, via controlada Somos; valor da aquisição foi de R$ 65 mi

A Cogna (COGN3) comunicou a aquisição, realizada pela Somos Sistemas de Ensino, empresa controlada pela Vasta, da Sociedade Educacional da Lagoa (SEL), por R$ 65 milhões.

A SEL presta serviços técnicos e pedagógicos para plataformas educacionais, inclusive de manutenção tecnológica de tais plataformas, desenvolvimento e aprimoramento de conteúdos e de capacitação técnica.

Fundada em 1997, atualmente a SEL atende, direta ou indiretamente, 441 escolas, 272 mil alunos do ensino fundamental e aproximadamente 503 mil alunos do ensino médio e do segmento de educação continuada.

Locaweb (LWSA3) anuncia aquisição da Samurai

A Locaweb (LWSA3) comunicou a aquisição, pela sua subsidiária integral Tray Tecnologia, do capital social da Samurai Experts Holding.

Fundada em 2019 na cidade de São Paulo, a Samurai é uma empresa de tecnologia que oferece um ecossistema de aplicativos compatível com diversas plataformas do mercado para otimização de resultados de lojas virtuais.

Com a aquisição, o objetivo é absorver o time da Samurai que atualmente conta com 40 profissionais de engenharia, software e metodologias ágeis, que devem trabalhar em conjunto no desenvolvimento dos produtos do ecossistema de ecommerce da Locaweb.

A aquisição da totalidade das quotas da Samurai foi realizada pelo montante de R$ 9,8 milhões.

Raia Drogasil (RADL3) informa Programa de Incentivo de Longo Prazo com Ações Restritas

O Conselho de Administração da Raia Drogasil (RADL3) aprovou por unanimidade a celebração de termo aditivo ao contrato de ações restritas (ILP) entre a Companhia e os executivos beneficiários do plano.

Assim sendo, a diretoria da companhia foi autorizada a tomar as providências necessárias à sua implementação.

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.