Tegma (TGMA3) reverte prejuízo e lucra R$ 24 milhões no 2TRI21

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Reprodução/Tegma

O lucro líquido da Tegma (TGMA3) no segundo trimestre de 2021 (2T21) ficou em R$ 24,2 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 4,4 milhões no 2TRI20.

O lucro do período fiou 19,8% superior ao do 1TRI21, apesar da estabilidade da receita, primordialmente em função de crédito tributário no 2T21 que resultou em um impacto líquido de R$ 5,7 milhões, disse a companhia.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

Tegma (TGMA3): principais números do balanço do 2TRI21

Lucro líquido

  • Lucro 2TRI21: R$ 24,2 milhões
  • Prejuízo 2TRI20: R$ 4,4 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 2TRI21: R$ 35,3 milhões
  • Ebitda 2TRI20: R$ 4,7 milhões

Receita líquida

  • Receita 2TRI21: R$ 237,1 milhões
  • Receita 2TRI20: R$ 130,1 milhões

Receita sobe 82%

A receita líquida no 2TRI21 da Tegma (TGMA3) foi 82,2% maior em comparação ao 2TRI20.

Segundo a empresa, o resultado é reflexo da estabilidade das condições do mercado automotivo no período e o crescimento da receita da logística integrada na comparação trimestral

O Ebitda ajustado do 2T21 foi de R$ 35,3 milhões, representando uma margem de 14,9%. O Ebitda ajustado cresceu 659% em relação aos R$ 4,7 milhões do 2TRI20.

Outros destaques da empresa

O fluxo de caixa livre da Tegma (TGMA3) no 2TRI21 foi negativo em R$ 9,7 milhões em função principalmente do aumento pontual do ciclo de caixa da operação de logística automotiva, apesar da resiliência dos resultados operacionais, diz a empresa.

O retorno sobre o capital investido da Tegma (TGMA3) no 2TRI21 ficou em 23,4%, 5,6 p.p superior vs o ROIC do 1T21 em função da recuperação do setor automotivo no 2S20 e do melhor nível de eficiência da empresa no período.

O caixa líquido em junho de 2021 foi de R$ 92,2 milhões, resultado da eficiência operacional da empresa, de eventos não recorrentes e da postergação corte de gastos em meio ao recrudescimento da pandemia.

A quantidade de veículos transportados no 2T21 foi de 127,8 mil, 6,9% menor em comparação ao 1T21. Esse volume resultou em um market share de 22,8%, estável em relação ao 1T21. A distância média em 2T21 foi de 989 km, 6% inferior versus o 1T21.

A Tegma realizou 17,2 mil viagens na divisão de logística integrada no 2T21, 8,4% superior na comparação anual. O volume transportado, por sua vez, foi 6,1% inferior vs 2T20. O volume médio armazenado pela operação de químicos se reduziu em 10,8% em comparação com o 2T20.

O caixa líquido em junho de 2021 foi de R$ 92,2 milhões, resultado da eficiência operacional da empresa, de eventos não recorrentes e da postergação corte de gastos em meio ao recrudescimento da pandemia.

Tegma (TGMA3) distribui R$ 22 milhões em dividendos

A Tegma (TGMA3) informou que seu conselho de administração aprovou nesta quarta-feira (04) o pagamento de proventos, dividendos intercalares e pagamento de juros sobre capital próprio.

Serão R$ 22.156.947,53, sendo distribuição de dividendos intercalares, no valor de R$ 16.617.710,65, sendo que o valor dos dividendos intercalares por ação será de R$ 0,2520211124; juros sobre capital próprio no valor de R$ 5.539.236,88, que corresponde a R$ 0,0840070374 por ação.

Sobre o valor dos juros sobre capital próprio incidirá Imposto de Renda à alíquota de 15%.

A data corte será em 9 de agosto. O pagamento será efetuado no dia 19.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3